Domingo, 17 Outubro 2021

Com umidade do ar em 11,8%, Campinas entra em 'emergência'

CampinasClima

Com umidade do ar em 11,8%, Campinas entra em 'emergência'

Em julho, Campinas já tinha registrado índice de 8,8%, o menor desde 1991, segundo a Defesa Civil local 

Tempo Seco | Umidade relativa do ar caiu para 11,8% nesta quarta-feira em Campinas (Foto: Carlos Bassan / Prefeitura de Campinas)
Campinas entrou nesta quarta-feira (25) em "estado de emergência" em termos de umidade relativa do ar após registrar o índice de apenas 11,8% por volta das 15h30. A medição é a menor desde o mês de agosto.

O "estado de emergência", declarado pela Defesa Civil, é o pior entre os critérios estabelecidos para monitoramento da umidade relativa do ar e ocorre quando o índice é menor do que 12%, indicando clima extremamente seco e com alto potencial de danos à saúde.

O primeiro estado, o de "atenção", ocorre quando o índice fica entre 20% e 30%; enquanto o de "alerta" é declarado para o intervalo entre 12% e 20%.

Em julho, Campinas já tinha registrado índice de 8,8%, o menor desde 1991, segundo a Defesa Civil local.

A medição é feita em uma estação meteorológica instalada no IAC (Instituto Agronômico de Campinas).

No "estado de emergência", a Defesa Civil recomenda a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h, coleta de lixo e entrega de correspondências.

Outra orientação é manter ambientes internos, principalmente quarto de crianças e hospitais, com umidade mais elevada por meio de equipamentos.

Também é recomendável ingerir muita água, para manter o corpo hidratado. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/