Quinta, 19 Mai 2022

Depois de assassinato de presidente de sindicato, greve de ônibus afeta linhas da região

CampinasTransporte público

Depois de assassinato de presidente de sindicato, greve de ônibus afeta linhas da região

Paralisação na manhã de hoje atinge passageiros de Campinas, Paulínia, Vinhedo, Valinhos e Indaiatuba  

A greve prejudica o transporte de passageiros em Campinas (também em linhas municipais), Vinhedo, Valinhos, Paulínia e Indaiatuba (Foto: Reprodução)

Um dia depois do assassinato do presidente do Sindicato dos Rodoviários de Campinas e Região, Nilton Aparecido de Maria, motoristas do transporte de linhas intermunicipais cruzaram os braços na manhã desta quinta-feira (27). A greve prejudica o transporte de passageiros em Campinas (também em linhas municipais), Vinhedo, Valinhos, Paulínia e Indaiatuba.

Em Campinas, a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) estima que cerca de 76 mil passageiros ficaram sem transporte público na manhã de hoje. De um total de 200 linhas, pouco mais da metade não operaram.

Como medida paliativa, a empresa disponibilizou veículos extras para 35 linhas de cooperativa.

Nilton Aparecido de Maria foi assassinado por volta das 7h de ontem com um tiro na nuca enquanto ele saía de sua residência com a esposa, no Residencial Genesis, em Campinas. A suspeita é que ele tenha sido morto durante um assalto. 

Equipe de investigação da Polícia Civil colheu ontem depoimentos da esposa de Nilton e de colegas sindicalistas. Os policiais conseguiram rastrear a placa do carro utilizado no crime através de imagens e segue as apurações da execução.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 19 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/