Quinta, 02 Dezembro 2021

Vestibular da Unicamp registra queda no número de inscritos

CampinasEnsino Superior

Vestibular da Unicamp registra queda no número de inscritos

Para o diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto, essa queda já era esperada

(Foto: Unicamp/ Divulgação)

O número de inscritos para o vestibular 2022 da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) é 18,4% menor do que o registrado no ano passado.
A edição 2022 recebeu 63.297 inscritos, que concorrerão por 2.540 vagas - número menor que em 2020, quando foram 77.653 estudantes inscritos, recorde histórico de participação do processo seletivo.

Os números de estudantes de escola pública e de autodeclarados pretos e pardos também são os menores desde 2018. No ano passado, 34,2% dos vestibulandos eram oriundos da rede pública de ensino, frente aos 30,5% deste ano.

Já pretos e pardos disputando uma vaga eram 21%, enquanto nesta edição são 19,1%.

Ao todo, 10,7% dos estudantes optaram pelas cotas étnico-raciais.

Para o diretor da Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp), José Alves de Freitas Neto, a queda nos números já era esperada.

"Era esperada diante do contexto de desmobilização estudantil e também forte crise econômica, que faz com que muitos adiem sua preparação ou mesmo o ingresso em uma universidade pública", analisou. "A queda de inscritos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e a diminuição de pedidos de isenção de taxas foram outros indícios que apontavam para a queda", completou Freitas Neto.

A medida encontrada pela Comvest para amenizar o problema foi estender o prazo final para inscrições.

"Ao prorrogarmos as inscrições, obtivemos a adesão de mais oito mil estudantes, incluindo aproximadamente mil que haviam sido comtemplados com a isenção, mas não tinham efetivado a inscrição", explicou.

As provas da primeira fase estão marcadas para o dia 7 de novembro e a segunda fase, entre os dias 9 e 10 de janeiro do ano que vem.

Para este ano, será mantido o número de questões da primeira etapa do processo, que havia sido reduzido na edição anterior de 90 para 72, e também o tempo máximo para realização de quatro horas.

A lista de obras de leitura obrigatória para o vestibular da Unicamp apresenta dez obras, ao invés das 12 tradicionais.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 02 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/