Sexta, 22 Outubro 2021

Captação de água aumenta em Americana, mas vazamentos também

Captação de água aumenta em Americana, mas vazamentos também

Um mês após a obra que colocou em funcionamento a nova captação de água bruta no Rio Piracicaba, o DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana se
Um mês após a obra que colocou em funcionamento a nova captação de água bruta no Rio Piracicaba, o DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana segue testando equipamentos, mas já está conseguindo captar mais água em relação ao que era captado com a estrutura anterior. Entretanto, com mais água, apareceram também, ao longo do mês de março, mas vazamentos pela cidade.

A possibilidade de captar mais água - além da segurança de se operar com equipamentos novos e modernos - era um dos objetivos da construção da nova captação, obra iniciada ainda no governo Omar Najar (MDB) e concluída neste ano na administração Chico Sardelli (PV).

Para tanto, a prefeitura obteve no Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão estadual responsável pela gestão dos recursos hídricos paulistas, autorização para retirar 1.300 litros de água por segundo. Antes, a outorga permitia a retirada de 1.050 por segundo.

De acordo com informações do DAE, mesmo com a estrutura ainda em fase de testes e avaliações, a quantidade de água já foi elevada em 150 litros por segundo, ou seja, subiu para 1.200 litros por segundo.

Nessa semana, o vereador Lucas Leoncine (PSDB) fez uma visita à captação, acompanhado do diretor do DAE, Carlos Zappia, e relatou que a estrutura antiga já está desativada e que a nova captação impressiona pelo tamanho e tecnologia. Ele relatou, porém, que aumentaram as reclamações em seu gabinete relativas a vazamentos, mas diminuíram as de falta d'água.

"A gente percebeu uma melhora em relação à falta d'água. Nos bairros que tenho andado, as reclamações diminuíram, mas aumentou o número de vazamentos. O pessoal do DAE disse que em março estava batendo na casa dos 400 vazamentos, bem acima do que estão acostumados, mas informaram que tem algumas coisas ainda pra serem feitas. É uma obra gigantesca, a parte dos equipamentos está toda climatizada, então a gente começa a enxergar luz no fim do túnel", disse o vereador.

Em nota, o DAE confirmou que houve aumento no número de vazamentos em março, sem cravar a quantidade.

"Sempre que há falta de água, na volta do abastecimento pode ocorrer vazamentos devido à pressão natural nos dutos. As medidas são reparos em cada caso", trouxe o texto. Sobre a captação, o DAE informou que a estrutura segue em testes mas que "até o momento os resultados são os esperados".

REPORTAGEM: Leon Botão
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 22 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/