Quarta, 25 Mai 2022

Cidades da RMC decidem em conjunto cancelar Carnaval 2022

Cidadescarnaval

Cidades da RMC decidem em conjunto cancelar Carnaval 2022

 Decisão anunciada nesta segunda, válida apenas para eventos públicos, leva em consideração a possibilidade de agravamento da pandemia de Covid-19

Reunião de prefeitos do Conselho de Desenvolvimento da RMC, nesta segunda, em Cosmópolis (Foto: Divulgação)
Na esteira de dezenas de municípios paulistas que se mobilizaram no sentido de não realizar o Carnaval em 2022, as 20 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) selaram a mesma decisão ontem, em reunião do Conselho de Desenvolvimento da RMC, em Cosmópolis, da qual participaram prefeitos de toda a região.

Odair Dias, diretor executivo da Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas), informou que a decisão foi tomada em consenso pelos gestores dos municípios, inclusive os que tinham tradição no evento, como Artur Nogueira e Morungaba, em decorrência da pandemia de Covid-19.

"Juntos, os municípios somam cerca de 3,5 milhões de habitantes, e não vão promover e nem apoiar eventos", afirmou Dias, lembrando que eventuais iniciativas de estabelecimentos particulares não estão vedadas, desde que seguindo os protocolos de segurança.

Antes mesmo da decisão conjunta na RMC, cidades como Santa Bárbara d'Oeste, Hortolândia e Americana já haviam anunciado que não haverá Carnaval em 2022.

A decisão leva em conta o temor de contaminação que vem em nova crescente em outros países, além do fato de que nem toda a população está com a imunização completa.

Trata-se de cautela, já que os indicadores da contenção da doença seguem otimistas na região. "A maioria esmagadora dos municípios não tem registrado óbitos nas últimas semanas. Americana está no 15º dia sem mortes", cita Odair Dias.

No entanto, se a situação exigir, os municípios podem voltar a se reunir para novas deliberações em reunião extraordinária.

ESTIVA GERBI
A reunião do conselho ontem também selou a entrada de Estiva Gerbi na RMC.

Após a deliberação, seguirá a tramitação para formalizar a inclusão do município de 12 mil habitantes, que será o 21º da região metropolitana.

Ações consolidadas com mais efeito, troca de experiências e soluções mais rápidas, além de maior força política estão entre as vantagens enumeradas por Odair Dias ao município que se une ao grupo.

Outros buscam o mesmo, mas, por enquanto, apenas Estiva Gerbi está sendo inserida oficialmente. 

Também esteve na pauta dos gestores a criação do hospital metropolitano e o novo radar meteorológico, ambos a serem implantados na Unicamp. O radar deve funcionar de maneira mais precisa e abrangente, num raio de 100 quilômetros. 
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 25 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/