Sábado, 13 Agosto 2022

Cresce número de acidentes na SP-304

CidadesTrânsito

Cresce número de acidentes na SP-304

Perigosa, Rodovia Luiz de Queiroz já contabiliza até março deste ano 42 acidentes, 7,6% a mais que em 2021

Via | Trecho da SP-304 entre Americana e Santa Bárbara é um dos mais movimentados (Foto: Ernesto Rodrigues | TodoDia Imagem)

Considerada uma estrada perigosa para transitar, a Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304) já contabiliza número maior de acidentes no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, nos trechos de Americana e Santa Bárbara d'Oeste. O número atual neste primeiro trimestre representa quase 30% dos acidentes em todo ano passado.

Segundo o Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito em São Paulo (Infosiga-SP), foram registrados 42 acidentes de trânsito de janeiro a março deste ano somente no trecho entre ambas as cidades. No ano passado, foram 39 casos. Aumento de 7,6%.

Considerando todo ano de 2021, a quantidade de acidentes na rodovia foi de 149, com 13 mortes.

Por outro lado, os óbitos na estrada diminuíram de quatro casos para um neste ano, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP).

A rodovia está sem radares fixos desde o final de 2020, quando o contrato com a empresa que fiscalizava a velocidade na rodovia se findou. Nos meses seguintes, o número de acidentes e mortes aumentou na Luiz de Queiroz, de acordo com dados da Polícia Militar Rodoviária.

Dentre as pessoas que sofreram acidentes na rodovia neste ano, está uma motorista de 56 anos que capotou o carro no dia 13 de janeiro e provocou outros dois acidentes. Depois do capotamento, que diminuiu a velocidade do trânsito, uma carreta bateu em um Honda Fiat e atingiu outros veículos.

Já no dia 27 de janeiro, um casal ficou ferido depois de um acidente de moto na rodovia . O condutor da moto perdeu o controle da direção e caiu com uma mulher, que estava no banco de passageiro, no canteiro central da pista, em trecho de Santa Bárbara d'Oeste.

O ex-secretário de Transportes de Americana João Batista Biagioni analisa que o trecho da SP-304 entre Americana e Santa Bárbara proporciona uma "sensação de segurança" para o motorista ultrapassar o limite de velocidade, uma vez que possui ampla visão da rodovia. "Um dos motivos dos acidentes é também é o desrespeito do motorista à legislação".

Biagioni também comenta que o trecho deixou de ter características de rodovia e passou a ter semelhanças com uma avenida devido ao aumento do fluxo de veículos no local. "Temos que ter ações voltadas principalmente à melhoria de condições da área, como tapar buraco e melhorar sinalização, além de melhor capacitação de motoristas e a própria segurança do veículo", completou.

De acordo com o professor de Engenharia Civil da Unicamp e especialista em trânsito, Carlos Alberto Bandeira Guimarães, fatores como o maior fluxo de veículos na rodovia, menor fiscalização e obras na pista podem contribuir para o aumento dos acidentes. "A flexibilização de medidas de combate à pandemia da Covid-19 aumentou o volume de veículos, o que torna mais provável o número de acidentes."

Questionado, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), que administra a rodovia, informou que trabalha na licitação para contratação de radares de velocidade e que a fiscalização da velocidade é realizada pela Polícia Militar Rodoviária. 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/