Terça, 26 Outubro 2021

Doria cobra prefeitos e define plano

Doria cobra prefeitos e define plano

O governador João Doria (PSDB), junto a diversos secretários estaduais, apresentou a prefeitos de todo o estado de São Paulo, em reunião on-line, o pl

O governador João Doria (PSDB), junto a diversos secretários estaduais, apresentou a prefeitos de todo o estado de São Paulo, em reunião on-line, o plano estadual de vacinação contra a Covid-19. Ele também sinalizou que as cidades que não seguirem o Plano São Paulo sofrerão uma espécie de sanção.

Na região, os prefeitos de Santa Bárbara d'Oeste, Rafael Piovezan (PV), Nova Odessa, Leitinho (PSD), e Hortolândia, Ângelo Perugini (PSD) participaram do encontro. Chico Sardelli (PV), de Americana, tinha outras agendas e foi representado por um membro de sua assessoria. Luiz Dalben (Cidadania), de Sumaré, não informou se participou ou não.

No encontro, o governo apresentou o cronograma para vacinar 9 milhões de pessoas entre 25 de janeiro e 28 de março em todo o estado, mostrando como será a logística. A vacinação, conforme o cronograma, será feita em horário estendido e há previsão de uso de "drive-thru" e escolas para que a população possa chegar às vacinas. Nessa primeira fase, serão vacinados idosos, trabalhadores da saúde, quilombolas e indígenas.

Por meio de nota, o prefeito de Santa Bárbara, Rafael Piovezan, afirmou que a cidade tem adotado todas as medidas cabíveis visando a prevenção e o atendimento dos pacientes acometidos com o novo coronavírus e que o planejamento para a vacinação será seguido, com o objetivo da imunização da população dentro do cronograma previsto.

O prefeito Leitinho, de Nova Odessa, que causou polêmica essa semana ao falar na distribuição do "kit Covid", acompanhou o evento em seu gabinete e disse que, desde 1º de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou os preparativos para a vacinação.

"Não importa de onde venha a vacina, desde que ela chegue o mais rápido possível. E garanto à nossa população que vamos estar prontos para aplicá-la, sempre conforme os grupos que forem priorizados", afirmou o prefeito, por meio de nota.

Perugini participou do encontro, mas informou por meio da assessoria que irá se manifestar detalhadamente sobre o plano de vacinação após o encontro que ocorre hoje com representantes da Secretaria de Estado da Saúde (leia texto ao lado).

Também em nota, a Prefeitura de Americana informou que a avaliação do plano de vacinação é positiva. A reportagem questionou a Prefeitura de Sumaré sobre a participação do prefeito e sua avaliação sobre o plano de vacinação, mas não houve resposta até o fechamento da edição.

No momento mais tenso da reunião, governador e o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, subiram o tom ao cobrar "parceria" dos prefeitos no combate à pandemia.

"Alguns poucos prefeitos e prefeitas não agiram como deveriam. Foram poucos, mas nós esperamos que essas exceções não mais aconteçam", disse Doria.

Mais tarde, Vinholi sinalizou a possibilidade de "sanções" do governo a quem não colaborar. "Vamos priorizar aqueles que seguem o Plano São Paulo. Aqueles que forem irresponsáveis irão para o fim da fila nos atendimentos", disse. Ele chegou a citar a possibilidade de denunciar os casos ao Ministério Público.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/