Quinta, 19 Mai 2022

Empresa Toyobo retoma atividades em Americana

CidadesINDÚSTRIA

Empresa Toyobo retoma atividades em Americana

 Prefeito Chico Sardelli recebe diretor da indústria, que havia sido encerrada em 2016, para anunciar volta das operações com 140 funcionários e previsão de chegar a 500 nos próximos anos

Chico Sardelli recebeu o diretor da Toyobo, Minoru Takahashi, que anunciou retomada (Foto: Beatriz Costa/Prefeitura de Americana)
O prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV), recebeu nesta quarta-feira (22) o diretor da empresa Toyobo, Minoru Takahashi, para anunciar que a empresa retomou as atividades em Americana. A empresa de origem japonesa, que chegou a empregar 400 pessoas em Americana, havia encerrados suas operações na cidade em 2016, na esteira da crise que se abateu sobre o setor têxtil. Agora com uma linha de produtos de tecnologia aplicada à Agricultura Verde, com defensivos agrícolas orgânicos, a fábrica voltou a atuar com 140 funcionários e com meta de chegar a 500 postos de emprego nos próximos anos.
O encontro nesta quarta ocorreu no gabinete do prefeito e foi acompanhado pelo vice-prefeito, Odir Demarchi (PL); o secretário de Meio Ambiente, Fábio Renato de Oliveira; e o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros.
Para a retomada das atividades em Americana, a empresa contou com o apoio e suporte da Unidade de Desenvolvimento Econômico e de diversas secretarias para a viabilização para o início das atividades.
"Nós ficamos muito felizes que uma empresa que faz parte da história de Americana esteja de volta, criando postos e pronta para escrever novamente uma experiência de sucesso. As conversas com a Toyobo foram retomadas recentemente e concluímos com essa vitória. Essa notícia fecha um ano de 2021 positivo no saldo de empregos e abertura de novas empresas e coroa um início de 2022, que com certeza será de melhores notícias", disse Chico.
"Desde que soubemos do plano da empresa em retomar as atividades em Americana, atuamos para, junto com diversas secretarias, possibilitar que o processo de implementação dessa atividade fosse feito com segurança e agilidade. É muito gratificante para todos nós ver esse trabalho se concretizando", disse Rafael de Barros.

"A planta têxtil em Americana teve toda sua infraestrutura mantida, o que serve perfeitamente para a produção dos fungos e para abrigar toda a parte administrativa. A unidade de Americana tem potencial de ser a maior do mundo na área de esporos, atuando de uma forma sustentável e gerando empregos, pois esta produção é extremamente complexa e artesanal, dependendo da sensibilidade de cada profissional", disse Takahashi. 


 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 19 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/