Domingo, 26 Junho 2022

Hortolândia contabiliza 59 imóveis afetados pelas fortes chuvas

Hortolândia contabiliza 59 imóveis afetados pelas fortes chuvas

 De acordo com um levantamento feito pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, Secretaria de Habitação, e Defesa Civil de Hortolândia
 
De acordo com um levantamento feito pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, Secretaria de Habitação, e Defesa Civil de Hortolândia, 59 imóveis sofreram danos com alagamentos ou infiltração devido as fortes chuvas que atingiram a região no último final de semana.

Entre os imóveis afetados, seis são comércios e 53 são casas localizadas em diversos bairros da cidade. Dos imóveis residenciais, 14 precisaram ser interditados, pois apresentam rachaduras e infiltrações; destes, 13 estão em APPs (áreas de preservação permanente) e as famílias passam a ser atendidas com o Auxílio Moradia.

Nas visitas feitas aos locais mais atingidos pela tempestade, a Administração ofereceu atendimento permanente a todas as pessoas afetadas, com entrega de cestas básicas, roupas, colchões, produtos de higiene e limpeza, além de móveis.

De acordo com o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Bueno, a  quantidade de alimentos e roupas arrecadados por doação já é suficiente para atender estas famílias.

Segundo o secretário, a Prefeitura está monitorando a situação das famílias afetadas de forma permanente e dando toda assistência necessária. “Muitas perderam os móveis e, por isso, quem tiver doações de mobília em boas condições de uso, fogões, geladeiras e máquina de lavar roupa pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone 199, que a Prefeitura providenciará o transporte", esclareceu.

SOLIDARIEDADE
Desde a noite da última sexta-feira (03), quando o maior volume de chuva foi registrado (147mm), equipes da Prefeitura realizam atendimento às famílias das áreas alagadas.

Durante o final de semana, a Prefeitura mobilizou mais de 300 pessoas, entre servidores e voluntários, para prestar atendimentos emergenciais, como auxílio na limpeza de imóveis, fornecimento de 500 litros de cloro e remoção de móveis inservíveis, por meio da Operação Cata Bagulho.

“A solidariedade da população fez a diferença e foram arrecadadas 1,2 toneladas de alimentos, suficientes para montar 400 cestas básicas”, disse Bueno.

Além das famílias afetadas pela chuva, as cestas foram destinadas aos CRAS (Centros de Referência em Assistência Social), unidade da Prefeitura responsável pelo atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Também receberam alimentos doados a Casa Abrigo, o Funsol (Fundo Social), e entidades cadastradas no CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente).

 
 
 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/