Quarta, 16 Junho 2021

Julgamento vai até a próxima semana

CidadesJulgamento

Julgamento vai até a próxima semana

Inicialmente, a previsão era de três dias de duração, mas os depoimentos de acusação e defesa estão sendo longos

JÚRI/ Padre é acusado de atentado violento ao pudor (Foto: Reprodução)

Previsto inicialmente para durar três dias, o julgamento do padre Pedro Leandro Ricardo, ex-reitor da Basílica de Santo Antônio de Pádua, de Americana, deve se estender por toda a próxima semana. O motivo é o grande número de depoimentos de testemunhas de acusação e de defesa previstos e da longa duração deles. Nesta quinta-feira (10), devem ser ouvidas mais quatro testemunhas de acusação.

O padre Leandro responde à acusação de atentado violento ao pudor contra quatro menores de idade. Os crimes, que ele nega, teriam ocorrido entre 2002 e 2005 contra ex-coroinhas da Igreja São Francisco de Assis, em Araras, onde ele iniciou o sacerdócio, antes do período em Americana.

Segundo a acusação, ele teria se beneficiado de sua posição como padre para atrair e ganhar a confiança de quatro coroinhas menores de idade para molestá-los.O caso tramita em segredo de Justiça, e o padre nega as acusações.

O religioso foi afastado da Basílica de Americana em janeiro de 2019, quando as primeiras denúncias contra ele começaram a aparecer e ganharam repercussão nacional. Desde então, ele enfrenta acusações também em outros casos envolvendo supostos abusos sexuais em Americana, além de acusações de apropriação de recursos da Diocese de Limeira. Ele também responde a um processo canônico no Vaticano, também sigiloso.

As oitivas das quatro vítimas e das oito testemunhas de acusação do caso de Araras estavam previstas para ocorrer apenas na última terça-feira (8), mas diante da longa duração dos depoimentos, elas continuaram nesta quarta e seguem nesta quinta, quando as quatro últimas testemunhas serão ouvidas.

Na sexta-feira (11), terá início a fase da defesa. Serão cerca de 20 testemunhas de defesa ouvidas amanhã e ao longo da próxima semana. É possível, inclusive, por conta de problemas de agenda, que o depoimento do padre e a decisão do juiz do caso, Rafael Pavan de Moraes Filgueira, fiquem para a outra semana.

A reportagem conversou com um dos advogados de acusação, Roberto Tardelli, que explicou a dinâmica dos próximos dias e preferiu não comentar sobre o andamento dos depoimentos.
O advogado de defesa, Paulo Henrique de Moraes Sarmento, disse ontem e anteontem que as oitivas estão demonstrando a inocência do acusado.

"A gente está confiante, acreditamos piamente que está sendo desconstruído o que foi feito contra o padre Leandro", afirmou.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 16 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/