Quinta, 02 Dezembro 2021

Mais da metade das escolas estaduais já voltou

Mais da metade das escolas estaduais já voltou

Mais da metade das escolas estaduais da região retomaram as aulas presenciais, permitidas pelo governo desde 7 de outubro. As aulas são de reforço e r

Mais da metade das escolas estaduais da região retomaram as aulas presenciais, permitidas pelo governo desde 7 de outubro. As aulas são de reforço e recuperação. No fim de outubro, eram 39 escolas de 144 (27%) que tinham voltado. Em um mês, mais 40 retomaram, 23 delas de Americana, que antes não tinha nenhuma, totalizando 79 de 144 (54%).

Das escolas particulares, Hortolândia e Sumaré permitiram a volta em setembro, e Nova Odessa e Santa Bárbara em outubro.

Americana fez diferente e exigiu "quórum". Decreto de 29 de setembro do prefeito Omar Najar (MDB) permitiu a volta das aulas em escolas estaduais e particulares em Americana a partir de 3 de novembro, desde que com aprovação de 35% dos pais.

Todos os municípios da região mantiveram as aulas da rede municipal à distância neste ano.

Conforme noticiado pelo TODODIA em 30 de outubro, pais e alunos de todas as 40 escolas estaduais de Americana haviam rejeitado, na época, a volta às aulas presenciais neste ano letivo. Em nenhuma das unidades foi atingido os 35% de aprovação necessários. Na ocasião, haviam retornado duas de seis escolas em Nova Odessa e oito de 34 em Santa Bárbara.

Na outra divisão regional de ensino da região, metade das escolas de Sumaré retomou (18 de 36) e 11 de 26 de Hortolândia.

Em 11 de novembro, segundo o dirigente regional de ensino Haroldo Ramos Teixeira, algumas escolas de Americana retomaram as aulas. A Divisão Regional, que tinha dez de 80 escolas estaduais com aulas presenciais de volta, foi então para 28 de 80. Foram 13 escolas de Americana conseguiram os 35% de aprovação e retomaram, além de mais cinco em Santa Bárbara, que passou a ter 13 que voltaram. A divisão regional de Sumaré manteve o mesmo número.

Em nova atualização ontem, a Secretaria de Educação do Estado informou que 43 escolas da regional de Americana retomaram, sendo mais dez em Americana, indo a 23; mais cinco em Santa Bárbara, que foi a 18; e as duas que já tinham retomado em Nova Odessa. Em Sumaré seguem 18 escolas que voltaram e Hortolândia teve mais cinco voltando, subindo para 16 e totalizando 79 de 144 escolas de toda a região.

Diretora da subsede da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) em Americana, Zenaide Honório conta que a volta presencial ficou opcional para os professores e que o sindicato não recebeu nenhuma reclamação da categoria.

"Nós temos orientado, ficou optativo. Não tem vacina, não tem segurança sanitária, quem voltou está assumindo por conta e risco. A responsabilidade passa a ser deles e do governo. A gente tem acompanhado que está aumentando o número de casos novamente. A escola é um vetor, casa, escola, família, é muito preocupante esse retorno", encerrou.


PARTICULARES

Levantamento feito pela reportagem junto às prefeituras mostra que pelo menos 43 escolas particulares também retomaram as aulas presenciais na região, sendo 17 de Hortolândia, 16 de Americana e dez de Santa Bárbara. Os Executivos de Nova Odessa e Sumaré não informaram a quantidade de escolas particulares que voltaram nos municípios.

O ano terminará assim com pelo menos 122 escolas tendo aulas presenciais novamente, depois de grande parte da pandemia apenas com aulas à distância.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 02 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/