Terça, 18 Janeiro 2022

Mortes por câncer na região cresceram 333% em 5 anos

Mortes por câncer na região cresceram 333% em 5 anos

O preconceito e a falta de informação são os principais responsáveis pela morte de um homem a cada 38 minutos de câncer de próstata no Brasil, o que r
O preconceito e a falta de informação são os principais responsáveis pela morte de um homem a cada 38 minutos de câncer de próstata no Brasil, o que representa 28,6% da população masculina. Os dados são do Inca (Instituto Nacional do Câncer). Na região de Campinas, os casos de óbitos devido a doença aumentaram 333% em 5 anos, segundo o DataSUS, do Ministério da Saúde.

Os números são alarmantes, tanto que de acordo com informações do IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer), 1 em cada 7 homens terão a doença, por isso, a grande importância dos exames preventivos do câncer de próstata.

Para conscientizar e acabar de vez com o tabu dos homens de fazerem o exame de toque retal e ir a consultas anualmente foi criado o Novembro Azul, campanha que começou na Austrália em 2003 e foi trazida para o Brasil em 2008, pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, juntamente com a SBU (Sociedade Brasileira de Urologia).

O objetivo do Novembro Azul é conscientizar os homens sobre a importância de cuidar da sua saúde e sobre a doença que, na região sudeste, representa 30% dos casos oncológicos masculinos.

DOENÇA SILENCIOSA
De acordo com Carlos Eduardo Bolognani, médico do departamento de Urologia do IBCC a doença é silenciosa nos estágios iniciais. "Por isso, a grande importância dos exames diagnósticos preventivos do câncer de próstata, antes que ele se instale", comentou.

Segundo médico, como o câncer de próstata também é assintomático, muitos dos pacientes já chegam ao consultório em estado avançado da doença e com poucas chances de cura. "É fato que o diagnóstico precoce ajuda a reduzir os casos de morte pelo câncer, pois as taxas de cura chegam a 90% dos casos quando diagnosticada na fase inicial", explicou Bolognani.

COMO RASTREAR
De acordo com estudos do IBCC o rastreamento da doença deve começar a partir dos 50 anos de idade na população em geral e a partir dos 45 anos se apresentar familiares com diagnóstico de câncer de próstata, ou se for da raça negra.

Os exames de pesquisa do câncer de próstata devem ser realizados todo ano, como o do toque retal e o PSA (Antígeno Prostático Específico). "O toque retal permite avaliar se há a presença de nódulos (caroços) na próstata, o que são bastante sugestivos, chegando a 90% de chance de ser câncer", disse o urologista.

O PSA é realizado através da coleta de sangue do paciente e quando aumentado suspeita-se de câncer em aproximadamente 35% dos casos, em determinada faixa de valores.

 
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 18 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/