Domingo, 26 Junho 2022

Nova Odessa doa área para comunidade leta que vive na cidade

Nova Odessa doa área para comunidade leta que vive na cidade

O prefeito de Nova Odessa, Bill Souza (PSDB), recebeu na tarde de ontem, representantes da comunidade leta que estão no Brasil para a comemoração do C
O prefeito de Nova Odessa, Bill Souza (PSDB), recebeu na tarde de ontem, representantes da comunidade leta que estão no Brasil para a comemoração do Centenário da Proclamação da República da Letônia. Junto com eles, o presidente da Associação Brasileira de Cultura Leta, Felipe Albrecht e a cônsul honorária da Letônia, Daina Gutmanis, acompanharam a doação oficial de área para a construção do Centro de Cultura Leta na cidade.

A área, de 7,1 mil metros quadrados e que fica no Jardim Altos do Klavin, foi inteiramente outorgada à Associação Brasileira de Cultura Leta, para implantação de uma escola visando o ensino do idioma leto, música, danças e artes, além de figurar como sede e referência cultural para a comunidade da Letônia em Nova Odessa.

"Eu sempre admirei a comunidade leta que tanto fez pela nossa cidade. E sempre foi um sonho meu que esse povo tivesse um local para preservar a sua identidade e sua história, que é tão bonita", contou o prefeito.

Ele fez questão de destacar o trabalho do ex-vereador Ralfo Klavin e ex-presidente da Associação Leta. "O Ralfo faleceu antes de ver esse projeto concluído, mas quero que esse dia seja lembrado em memória dele", disse Souza.

A cessão da área foi possível graças à Lei 3.218 aprovada pela Câmara Municipal, que dispõe sobre a desafetação e outorga de concessão de direito de superfície.

"Conseguimos correr com os processos para que fosse possível entregar este presente por ocasião das comemorações do centenário da República. Eu posso dizer que este é um dos momentos que valem a pena na vida pública", destacou o chefe do Executivo.

Presidente da Associação Brasileira de Cultura Leta se emocionou com a doação. "Só temos que agradecer. Poderemos realizar nossos projetos e manter viva a nossa história dentro da cidade que tanto amamos". A Cônsul Honorária, Daina, ressaltou a importância do momento. "Este é um dia histórico para os letos de todo o mundo. Somos uma comunidade pequena, mas somos apaixonados por nossa cultura", resumiu.

Integraram ainda a comitiva leta, Atis Sjanits, embaixador para as Diásporas; Jolanda Borite, assessora do Ministério da Cultura e diretora dos eventos Letônia 100 anos; Dagnija Kupce, artesã que confeccionou no tear uma bandeira leta itinerante. Representando a comunidade leta na Venezuela, Guntars Gedulis, músico e regente, e representando a comunidade leta na Argentina, Anita Zalts.

[caption id="attachment_8561" align="alignnone" width="300"] Documento de doação foi assinado com a presença de representantes de entidades letas


FESTIVAL
Em comemoração ao Centenário da Proclamação da República, será realizado o 1º Festival de Cultura Leta, que começa oficialmente amanhã, no Teatro Municipal Divair Moreira, em Nova Odessa, com a presença de autoridades brasileiras e letas.

O evento terá concerto especial da Banda Sinfônica Municipal de Nova Odessa "Professor Gunars Tiss", que apresentará um Concerto de Boas Vindas aos participantes, com um belo repertório de músicas brasileiras de grandes compositores, para que os estrangeiros também possam conhecer um pouco da cultura brasileira.

Uma das atrações do Festival é o Grupo de Dança Dzirnas, com 20 bailarinos, que já está no Brasil e fez uma apresentação ontem, no Clube da Melhor Idade.

Hoje, o grupo de danças letas "Staburags", vindo de Ijuí-RS, também com 20 integrantes, e o "Dzirnas" se apresentam na Feira Noturna, que acontece na Praça José Gazzetta.

 
 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/