Terça, 28 Setembro 2021

Novo auxílio deve atender cerca de 500 famílias na região

CidadesAuxílio

Novo auxílio deve atender cerca de 500 famílias na região

 Programa do governo de SP vai pagar 6 parcelas de R$ 300 a 11 mil famílias que perderam parentes para Covid

Auxílio | Doria no lançamento do programa "São Paulo Acolhe", nesta segunda-feira (29) ( Foto: Divulgação/ Governo SP)

O novo auxílio financeiro anunciado nesta terça-feira (29) pelo governo do estado de São Paulo - chamado de programa "São Paulo Acolhe" - deve beneficiar cerca de 500 famílias na região de Campinas, conforme previsão divulgada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

O novo benefício consiste em um auxílio mensal de R$ 300 em dinheiro a famílias em situação de vulnerabilidade social que perderam ao menos um integrante do núcleo familiar por Covic-19 desde o começo da pandemia.

O auxílio completo será de R$ 1,8 mil por família, a ser pago em seis parcelas mensais de R$ 300, entre os meses de julho e dezembro de 2021.

O benefício faz parte do "Bolsa do Povo", programa de proteção social do governo.

Segundo informações do governo do estado, a iniciativa vai beneficiar famílias inscritas no CadÚnico (Cadastro Único, do governo federal, utilizado geralmente como base de programas sociais como o Bolsa Família e o próprio auxílio emergencial), que possuam renda mensal de até três salários-mínimos (R$ 3.300) e que tenham perdido ao menos um familiar vítima de Covid-19, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente, desde que a morte tenha ocorrido dentro do núcleo familiar.

O programa considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar (uma única pessoa), com filhos de todas as idades.

O SP Acolhe vai beneficiar 11.026 famílias em todo o estado, com 11.143 auxílios, totalizando repasse estadual de R$ 20 milhões.

Na região de Campinas, segundo estimativas oficiais, serão 479 famílias atendidas, mas o número pode variar.

Durante o anúncio do programa, o secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que o objetivo é amenizar as dificuldades enfrentadas por essas famílias por conta da pandemia.

"Além da esperança da vacina, trazemos o que tem que sido o nosso mantra, cuidar daqueles que mais precisam. Hoje, o estado ataca naqueles que chamamos de órfãos da pandemia, que devido ao impacto sem precedentes dessa situação que estamos vivendo, precisam do apoio do estado", disse.

Para solicitar o benefício, é preciso acessar o site oficial do "Bolsa do Povo", inserir o número de identificação social (NIS) e verificar se está elegível ao recebimento das parcelas. A primeira parcela deve ser paga já na segunda quinzena de julho.

OUTRAS AÇÕES

O anúncio deste novo auxílio é feito menos de 15 dias após o lançamento do "Vale Gás", programa de transferência de renda para mais de 100 mil famílias em situação de vulnerabilidade social do estado de São Paulo, que vai pagar três parcelas de R$ 100, entre os meses de julho e dezembro de 2021, para a compra de gás de cozinha. Tanto o Vale Gás como o SP Acolhe são benefícios incorporados ao Bolsa do Povo.

Nele também estão os programas "Renda Cidadã", "Via Rápida", "Bolsa-Trabalho", "Ação Jovem", "Bolsa Talento Esportivo" e o auxílio-moradia emergencial (Aluguel Social). Também estão previstas contratações de mães e pais nas escolas, além de agentes de apoio para os serviços de saúde.

O Bolsa do Povo vai pagar benefícios de até R$ 500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios de São Paulo. O portal do Bolsa do Povo está no site www.bolsadopovo.sp.gov.br. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 29 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/