Sexta, 27 Mai 2022

Ocupação de leito cai e região precisa reduzir mortes para avançar no Plano São Paulo

Ocupação de leito cai e região precisa reduzir mortes para avançar no Plano São Paulo

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para coronavírus caiu para 60% na região de Campinas na quinta-feira (27), mas o nú

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para coronavírus caiu para 60% na região de Campinas na quinta-feira (27), mas o número de mortes pela doença ainda precisa diminuir para avançar à fase verde. 

O governo do Estado anunciou que para a região avançar da fase amarela para a verde, precisa ter no máximo 40 internações por 100 mil habitantes por 14 dias e cinco óbitos, no máximo, por 100 mil habitantes neste mesmo período. 

A intenção é evitar que regiões avancem e depois tenham que voltar de fase. 

A etapa verde (4) permite aumentar a capacidade dos estabelecimentos e serviços em funcionamento de 40% para 60%. Antes, para avançar da fase amarela para a verde, era preciso passar 28 dias na fase amarela, o que daria à região de Campinas condição de avançar de fase a partir da segunda semana de setembro. 

A DR (Divisão Regional) Campinas, que inclui todas as cidades da região, teve quinta-feira (27) média de 40,2 internações por coronavírus para cada 100 mil habitantes e 7,5 óbitos da doença para cada 100 mil habitantes. 

A taxa de ocupação chegou a 60,4%, uma média de 19,4 leitos de UTI de coronavírus para cada 100 mil habitantes. 

De acordo com o acompanhamento do Plano São Paulo, a região de Campinas apresentou variação de 0,80 no número de casos. As internações apresentaram variação de 0,92 e os óbitos de 0,88. O Estado avalia que a variação de casos na região é de nível da fase verde, mas que a variação das internações e óbitos ainda é da fase amarela. 

Segundo dados da Fundação Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados) de quinta-feira (27), a DR Campinas tinha 83.426 casos e 2.638 óbitos de coronavírus, e havia registrado 154 novas internações, uma variação semanal negativa de 8,1%. 

A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19, que já foi de 80% em julho, quando a região teve de ficar na fase vermelha (1, só com serviços essenciais), foi caindo desde o início de agosto. No dia 3 de agosto, atingiu 67,1%, menor desde o início do Plano São Paulo, em junho. 

Uma semana depois, a região avançou da fase laranja (2) para a amarela (3). Semana passada a taxa caiu para 61,6%, no dia 20, e chegou a 60,4% na quinta (27). 

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta que as internações caíram pela quarta semana seguida no Estado, pela primeira vez desde o início da pandemia. 

Os óbitos caíram pela terceira semana seguida. "São indicadores que nos trazem otimismo, o pior está passando. Mas isso não deve inibir precaução, zelo, cuidado e atenção no combate à pandemia. Nenhum relaxamento deve ser adotado pelos bons resultados conquistados até aqui", disse. 

Nenhuma região foi rebaixada de fase na atualização, portanto 88% do Estado segue na fase amarela. 


EM 14 DIAS, FORAM 72 MORTES EM 5 CIDADES 

Nos últimos 14 dias, de 14 de agosto até sexta (28), a região teve 72 mortes (15 em Americana, 14 em Hortolândia, quatro em Nova Odessa, 20 em Santa Bárbara e 19 em Sumaré). 

A Prefeitura de Santa Bárbara não disponibiliza em seu boletim diário o número de pacientes suspeitos e confirmados com coronavírus que estão internados. Nas outras quatro cidades foram pelo menos 132 internações nos últimos 14 dias (35 em Americana, 43 em Hortolândia, 22 em Nova Odessa e 32 em Sumaré). 

Nas duas semanas anteriores, de 1° a 14 de agosto, a região foi de 364 mortes (76 em Americana, 79 em Hortolândia, 28 em Nova Odessa, 65 em Santa Bárbara e 114 em Sumaré) para 500 óbitos (98 em Americana, 102 em Hortolândia, 29 em Nova Odessa, 97 em Santa Bárbara e 163 em Sumaré). 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 27 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/