Domingo, 25 Julho 2021

Ônibus da EMTU terão bilhete digital

Ônibus da EMTU terão bilhete digital

Os bilhetes digitais, que já estão substituindo os antigos modelos no metrô e na CPTM, também serão aceitos em toda a frota gerenciada pela EMTU (Empr
Os bilhetes digitais, que já estão substituindo os antigos modelos no metrô e na CPTM, também serão aceitos em toda a frota gerenciada pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo). A empresa opera linhas que circulam em 134 cidades paulistas das regiões da Grande São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista, Vale do Paraíba e litoral norte, atendendo cerca de 5,5 milhões de passageiros. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), são mais de 150 linhas intermunicipais.
Segundo disse ao Agora o secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, a intenção da gestão João Doria (PSDB) é a de que o projeto seja concluído até março do ano que vem.
"Primeiro vamos concluir no metrô e na CPTM para depois implementar na EMTU. É uma transição mais longeva pelo fato de que são quase 5,5 milhões de usuários", afirmou.
Também até março de 2020 deve ser concluída a transição do cartão BOM para o TOP.
Em testes há mais de um ano, o bilhete com QR code - um tíquete com código bidimensional e que pode ser pago encostando o celular em um leitor - foi adotado oficialmente no metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no ano passado.
Ela foi intensificada a partir da última segunda-feira, quando 20 estações de metrô e trens passaram a vender apenas esse tipo de bilhete em substituição ao antigo tíquete unitário de papel, chamado tecnicamente de Edmonson.
Nas outras cerca de 160 estações (entre trens e metrô), o modelo antigo continua a ser vendido, além do QR code.
Todas as estações de trens e metrô contam com totens onde é possível comprar o novo bilhete. Foram implantados 627 terminais de autoatendimento em todas as estações. Neles, é possível realizar a compra por meio de cartão de débito apenas. Apenas nas bilheterias das estações é possível comprar com dinheiro em espécie (notas ou moedas).
A outra forma de adquirir o produto é instalando o aplicativo TOP no celular. Pelo dispositivo é possível fazer a compra tanto pelo crédito quanto pelo débito.
A tendência é que cada vez mais sejam utilizados meios digitais de aquisição das passagens, sobretudo pelo aplicativo.
"O intuito é reduzir cada vez mais o número de bilheterias nas estações para que as pessoas sejam estimuladas a utilizar pelo smartphone. Agora, elas que continuem utilizando nas grandes estações as bilheterias permanecerão e nas menores terão os estabelecimentos conveniados que têm obrigatoriedade no diâmetro das estações", afirmou Baldy.
Ainda segundo o secretário, quando a mudança nas bilheterias de linhas de trem e do metrô estiver totalmente concluída, o novo sistema representará uma economia de R$ 100 milhões.
"A gente vai ter uma redução de custo muito grande e uma redução de operação também. Era [o Edmonson] uma logística complexa e cara", afirma.
Apesar de representar a menor parcela dos meios de pagamento (15% de passageiros usam os bilhetes avulsos no metrô, e 25%, na CPTM), eles representam um custo alto para serem produzidos e demandam uma logística específica. Isso ocorre porque, após o usuário inserir o tíquete em papel na catraca, ele fica depositado num compartimento do bloqueio. Com o QR Code isso não acontece, já que é um papel avulso.
Ainda não é possível saber quando todo o sistema operará somente com o novo bilhete, segundo Baldy. Isso porque as catracas continuarão a receber o modelo antigo por tempo indeterminado.
Outro fator é que 7% dos passageiros usam o dinheiro em espécie para pagar pelo bilhete. Esse uso é acentuado em estações de grande demanda, tais como Sé, Brás e Barra Funda.
A tentativa de uso do QR code em massa no sistema de transportes não é nova. Em julho de 2016 foi realizado um projeto-piloto nas linhas do corredor ABD-São Paulo da EMTU que atendiam, à época, 300 mil pessoas. A tentativa, porém, não vingou.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 26 Julho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/