Terça, 26 Outubro 2021

Pistas expressas da Dom Pedro I serão bloqueadas

Pistas expressas da Dom Pedro I serão bloqueadas

A partir do dia 29 deste mês, os dois sentidos da pista expressa da Rodovia D. Pedro I, em Campinas, serão bloqueados para demolição de viadutos e rem

A partir do dia 29 deste mês, os dois sentidos da pista expressa da Rodovia D. Pedro I, em Campinas, serão bloqueados para demolição de viadutos e remodelação de dois trevos. A expectativa é que a obra, que receberá investimentos de R$ 17,4 milhões e é considerada a mais importante intervenção desde o início da concessão, em 2009, sejam concluídas até o primeiro trimestre de 2020. Neste período, o tráfego será desviado para as pistas marginais.

Segundo a concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor Dom Pedro de rodovias, esta será a última etapa das obras de remodelação e adequação dos trevos Galleria e Carrefour, com a demolição dos viadutos. O projeto também contempla a recuperação de outros três viadutos e o alargamento em três regiões, sendo necessário o bloqueio total nos dois sentidos da pista expressa entre os quilômetros 131 e 134, no trecho entre o Galleria Shopping e o entroncamento com a Rodovia Governador Adhemar de Barros (SP-340), conhecida como "Campinas-Mogi".

Em um primeiro momento, o desvio será implantado na pista Norte (sentido Anhanguera). Na segunda quinzena de maio, a mudança também ocorrerá no sentido contrário da D. Pedro I. "A região reúne importantes polos geradores de tráfego e tem um volume médio diário de 125 mil veículos", afirmou o gerente de Comunicação da Rota das Bandeiras, Stephan Campineiro.

Segundo ele, a obra irá causar impacto no tempo de percurso dos motoristas, sobretudo em horários de pico, e o tempo de viagem dos ônibus do transporte público também vai aumentar. "Por isso, peço antecipadamente desculpas e a compreensão aos usuários, mas esta é uma intervenção indispensável para conclusão das obras de melhoria na rodovia. A partir do final do ano, o usuário vai encontrar condições ainda mais seguras e confortáveis para realizar sua viagem neste trecho da D. Pedro I", explicou.

Após a conclusão das obras, o novo trevo do Carrefour, no quilômetro 133, terá duas faixas por sentido, facilitando o deslocamento na região do Parque Imperador. Já o trevo Galleria, no quilômetro 131, passará a ter todos os movimentos contemplados, conectando os dois sentidos da rodovia à Avenida Carlos Grimaldi, criando uma nova rota à região do Taquaral. A previsão da concessionária é de que o trevo do Carrefour seja entregue em dezembro. Já a liberação do trevo Galleria está prevista para março de 2020.

Cinco equipes trabalharão em obras

Por conta da complexidade do desvio a concessionária realizou reuniões com moradores e responsáveis pelos principais empreendimentos da região, além de órgãos responsáveis pelo transporte público, como Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) e EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano).

A intervenção tem aprovação da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Para minimizar os transtornos aos usuários da região e garantir a execução das obras no menor tempo possível, haverá cinco equipes de trabalho, com trabalhos em dois turnos, inclusive à noite.

"Toda a região receberá sinalização especial, inclusive para o período noturno, e reiteramos a necessidade de respeitar o limite de velocidade no trecho, que será reduzido para 60 km/h neste trecho das marginais", diz o gerente de Engenharia da concessionária, Silvio Godoy.

Quando concluídos, os novos dispositivos possibilitarão ampliação das rotas de acesso aos bairros e eliminação dos pontos de lentidão na rodovia. A rodovia tem passado por uma transformação nos últimos anos para atender à demanda de tráfego da região.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/