Terça, 28 Junho 2022

Radialista Jairo Camargo Neves morre aos 78 anos em Americana

CidadesLuto

Radialista Jairo Camargo Neves morre aos 78 anos em Americana

Comunicador teve uma parada cardíaca durante a manhã e foi levado ao Hospital Municipal
Era casado com Tânia Mara Rocha Hage Chain de Camargo Neves e deixa três filhos Tatiana, Jairo Josef e José Ricardo ( Foto: Divulgação)

O radialista Jairo Camargo Neves, de 78 anos de idade, morreu no começo da tarde deste domingo (11), em Americana, vítima de uma parada cardíaca.

De acordo com familiares, ele sentiu dores no peito e foi encaminhado para o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, onde não resistiu e faleceu.

Jairo Camargo Neves nasceu na cidade de Limeira em 28 de agosto de 1943 e era filho de Joaquim e Amélia Camargo Neves. Ele teve cinco irmãos e mudou-se para Americana com a família logo aos três meses de idade.

Estudou nas escolas Dr. Heitor Penteado e Dom Pedro II e, posteriormente, recebeu o título de formação acadêmica através do diploma emérito, que foi concedido pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresa de Radiofusão, Jornalismo e Televisão do Estado de São Paulo.

Ele teve seu primeiro contato com o rádio na loja de conserto de eletroeletrônicos "Rádio Oficina Confiança", na Rua Carioba, que era de seu pai. Com 15 anos trabalhou no serviço de alto-falante "Cruzeiro do Sul", que ficava em um edifício em frente à Praça Basílio Rangel.

Jairo trabalhou na primeira rádio do interior, a "Rádio Brasil Campinas" e passou também por Diário de Americana, Folha de Americana, Rádio Clube de Americana, FM Cultura de Americana, FM Notícia e TV TodoDia.

Ele foi um dos fundadores da Rádio Azul Celeste, onde permaneceu até 2002, quando passou a apresentar o programa "Estação Espacial" na Rádio Brasil de Santa Bárbara d'Oeste.

Em nota nas redes sociais, a empresa afirmou que "lamenta a morte do radialista" e que "se solidariza e transmite seus mais sinceros sentimentos aos familiares neste momento de perda e dor", afirmando que Jairo "marcou a comunicação da região".

"Agradecemos a duradoura e brilhante trajetória do grande comunicador e declaramos luto pela perda", concluiu o comunicado.

Em maio de 2019, recebeu o título de cidadão americanense na Câmara Municipal pelos "relevantes serviços prestados ao município".

"Em sua atuação no Rádio, notabilizou-se na abertura de espaço para demandas populares. A população menos favorecida sempre teve voz, reivindicando seus direitos e obtendo orientação para o pleno exercício da cidadania, além de campanhas beneficentes e de conscientização", publicou a Câmara Municipal na época.

O legislativo americanense também expressou, nesta segunda-feira (12), o seu "profundo pesar pelo falecimento" de Jairo, que também foi jogador, técnico, conselheiro e diretor do Rio Branco Esporte Clube, além de ter atuado como Diretor da Comissão Municipal de Esporte de Americana, Diretor de Esportes do antigo DECET e como Secretário de Cultura de Americana.

Ele era casado com Tânia Mara Rocha Hage Chain de Camargo Neves e deixa três filhos Tatiana, Jairo Josef e José Ricardo. Seu velório será realizado na Câmara Municipal de Americana, a partir das 12h desta segunda-feira (12) e seu sepultamento será às 16h no Cemitério da Saudade, também em Americana.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/