Quarta, 26 Janeiro 2022

Região contabiliza estragos após chuva

CidadesClima

Região contabiliza estragos após chuva

Segunda é marcada por Defesa Civil nas ruas, depois de temporal com queda de árvores e muita sujeira domingo 

Americana | Carro danificado por queda de árvore (Foto:Divulgação)

As equipes da Defesa Civil de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d'Oeste ainda trabalhavam nesta segunda-feira (4) na limpeza e recuperação das áreas afetadas pela chuva e ventos fortes que atingiram a região no domingo (3). De acordo com os órgãos, a velocidade dos ventos chegou a 60 e 75 km/h, o que provocou a queda de árvores e estruturas metálicas.

Americana registrou o maior número de árvores arrancadas, ao todo foram 55.

"Os estragos foram muitos e as equipes atuaram prontamente. Alguns comércios foram destelhados, tivemos uma ocorrência de uma árvore caiu sobre um carro, mas não registramos vítimas. Não houve nenhum alagamento, pois não choveu muito, apenas rajadas de ventos fortes", disse João Miletta, coordenador da Defesa Civil.

Os trabalhos na cidade foram coordenados pela Secretaria de Meio Ambiente e começaram ainda na tarde de domingo, envolvendo as equipes da Defesa Civil, DAE (Departamento de Água e Esgoto), Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Regionais, Educação, Habitação e Guarda Municipal.

O Jardim Botânico Prefeito Carroll Meneghell e o Parque Ecológico Eng. Cid Almeida Franco também foram afetados pela chuva. Troncos e galhos caíram sobre os quiosques instalados na área de alimentação do parque. Ambos os espaços receberam equipes para limpeza e manutenção, no entanto o parque só reabrirá ao público na sexta-feira (8). O jardim já funciona normalmente.

No bairro Cidade Jardim, a Casa da Criança Graúna teve o fornecimento de energia elétrica interrompido por conta dos danos na fiação da rede de energia.

Na Casa da Criança Tahira, um galho caiu no pátio. As aulas em ambas as unidades tiveram de ser suspensas.

Segundo a Secretaria de Educação da cidade, as atividades seriam retomadas nesta terça-feira (5). Foram registrados na cidade 3mm de chuva.

Em Santa Bárbara d'Oeste a Defesa Civil contabilizou a queda de 18 árvores em toda a cidade, parte delas na Avenida Santa Bárbara.

De acordo com a Defesa Civil, o volume de água foi de 9,8mm. Não houve desabrigados e nem pontos de alagamento.

Já em Nova Odessa, a queda no serviço de energia elétrica ocasionou o corte no fornecimento de água. "Por volta das 20h30 de domingo, a energia já tinha sido restabelecida na ETA (Estação de Tratamento de Água) e na captação Recanto. Assim, demos andamento no tratamento com capacidade máxima e conseguimos encher os reservatórios durante a madrugada de segunda-feira", explicou o diretor técnico da concessionária de Saneamento da cidade, o engenheiro Rean Gustavo Sobrinho.

Entre as ocorrências registradas na cidade estão árvores caídas sobre a rede elétrica e imóveis dos bairros Residencial Mathilde Berzin, Jardim Palmeiras, Chácaras Cachoeira, Green Village e Jardim São Manoel.

Um veículo capotou na Rodovia Astrônomo Jean Nicolini, derrubando um poste.

Em nota, a CPFL Paulista informou que os fortes ventos, acompanhados de descargas atmosféricas e chuva torrencial, afetaram componentes da rede e causaram falta de energia em alguns pontos da região.

Segundo boletim do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da unicamp, a formação de tempestades com chuva torrencial e vendavais, como os registrados na região, acontecem por causa da diferença na velocidade e direção dos ventos nas camadas da troposfera - mais próxima da superfície.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 26 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/