Terça, 21 Setembro 2021

Região vê crescer ritmo de abertura de negócios

CidadesCrescimento

Região vê crescer ritmo de abertura de negócios

Balanço feito a partir de informações da Junta Comercial do Estado de São Paulo aponta que de janeiro a junho de 2021 foram registradas nas cidades da RMC a abertura de 17.196 empresas e o encerramento de 6.392 

Santa Bárbara d'Oeste | Cidade é destaque na abertura de novos negócios na região ( Foto: Divulgação)

Número de empresas ativas no 1º semestre sobe quase 200% na RMC

O ritmo de abertura de novos negócios na RMC (Região Metropolitana de Campinas) apresentou crescimento expressivo no primeiro semestre deste ano, em comparação com os seis primeiros meses de 2020, no auge da primeira onda da pandemia de Covid-19.

Balanço feito a partir de informações da Junta Comercial do Estado de São Paulo aponta que de janeiro a junho de 2021 foram registradas nas cidades da RMC a abertura de 17.196 empresas e o encerramento de 6.392. No mesmo período de 2020, haviam sido abertas 5.858 empresas e encerradas 4.775. Na comparação entre os semestres, o percentual de crescimento de empresas ativas foi de 193,55%.

A análise é do economista e diretor da Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), Laerte Martins, com base nas informações fornecidas pela Jucesp. Os números incluem empresas de todos os portes, inclusive EPP e MEI (Microempreendedor Individual) - o que certamente inclui novos empreendedores que se veem obrigados a abrir seus próprios negócios diante do desemprego crescente.

As cidades da região aparecem no balanço com altas taxas de crescimento no indicador. Americana, que no primeiro semestre de 2020 teve o registro de 495 empresas ativas e 445 encerradas, viu terminar os primeiros seis meses deste ano com 1.430 novos negócios ativos, contra 603 fechamentos. Na comparação, a variação é positiva na ordem de 188% em 2021.

Na região, a campeã é Hortolândia, onde o balanço da Junta Comercial nos seis primeiros meses de 2020 apontou 267 empresas ativadas, contra 210 encerradas. No primeiro semestre deste ano, os números cresceram 298% (1.065 novas empresas ativas, contra 322 encerradas).

Santa Bárbara d'Oeste, com 253,4% de crescimento nesse indicador em 2021, vem na sequência: saltou de um saldo negativo no primeiro semestre de 2020 (191 empresas ativas e 216 encerradas) para 675 negócios ativos e 252 encerrados de janeiro a junho deste ano.

Sumaré apresenta desempenho semelhante. O primeiro semestre deste ano terminou com 1.177 novas empresas, contra 404 encerradas. O índice é 201% superior ao período de janeiro a junho de 2020, quando foram registradas a abertura de 390 novos negócios e o fechamento de 396.

Na metrópole, Campinas, no primeiro semestre de 2021 foram abertas 7.051 empresas e encerradas 2.706, representando um saldo positivo de 4.345 empreendimentos.

Na comparação com o período de janeiro a junho de 2020, houve um aumento de 189,93% na abertura de empresas (quando foram ativados 2.432 negócios) e de 46,83% de fechamentos (que somaram 1.843 encerramentos em 2020). 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 21 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/