Quarta, 22 Setembro 2021

RMC define força-tarefa contra festas clandestinas

CidadesForça-Tarefa

RMC define força-tarefa contra festas clandestinas

Anunciada na terça-feira, a força-tarefa para tentar reduzir a circulação e a aglomeração de pessoas - principalmente em chácaras 

Bloqueios nos acessos das cidades, pela PM, Guardas Municipais e equipes de Vigilância Sanitária, até domingo devem abordar veículos com placas de fora (Foto: polícia Militar)

A Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas) promoveu, na manhã desta quarta-feira, (3) uma reunião virtual com secretários e diretores ligados à área de Segurança dos 20 municípios que integram a RMC (Região Metropolitana de Campinas) para definir os detalhes da retomada das barreiras sanitárias e do reforço na fiscalização contra festas clandestinas ao longo do feriado prolongado de Corpus Christi.

Anunciada na terça-feira, a força-tarefa para tentar reduzir a circulação e a aglomeração de pessoas - principalmente em chácaras - teve início no final da tarde de ontem e seguirá até domingo (6).

Bloqueios nos acessos das cidades, pela PM, Guardas Municipais e equipes de Vigilância Sanitária, até domingo devem abordar veículos com placas de fora, para checar uso de máscaras e medição de temperatura.

A reunião desta quarta - comandada pelo presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC e prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis (MDB), bem como pelo diretor-executivo da Agemcamp, Bill Souza - teve o delegado José Henrique Ventura, diretor do Deinter-2 (Departamento de Polícia Judiciária, da Polícia Civil), ressaltando o crime praticado pelos organizadores de festas clandestinas.

"Quem organiza essas aglomerações e é flagrado, responde criminalmente dentro do artigo 268 do Código Penal, que prevê detenção de 1 mês a 1 ano e multa. Por isso, dentro do que cabe à Polícia Civil, nos vamos reforçar aos plantões que os organizadores destas festas eventualmente flagrados sejam enquadrados no artigo 268, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa", explicou Ventura.

Chefe da Divisão Operacional do CPI-2 (Comando de Policiamento do Interior) da PM, a major Rita de Cássia Pereira, afirmou que a Polícia Militar também vai atuar intensificando o patrulhamento preventivo em endereços já conhecidos por festas clandestinas em toda a RMC.

"Vamos expedir um comunicado a todos os nossos batalhões, para que todo apoio necessário seja dado às prefeituras e atuaremos preventivamente contra a realização destas festas", garantiu ela. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 22 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/