Sexta, 21 Janeiro 2022

RMC vai decidir reabertura de escolas em conjunto, diz Jonas Donizette

RMC vai decidir reabertura de escolas em conjunto, diz Jonas Donizette

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), afirmou em live nesta sexta-feira (14) que todos os prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), afirmou em live nesta sexta-feira (14) que todos os prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas) vão adotar um calendário conjunto para a volta às aulas presenciais. Segundo ele, as discussões estão bastante avançadas tantos entre os prefeitos quanto com os secretários municipais de Educação. 

Questionado sobre uma data para o retorno das aulas presenciais, Jonas foi enfático.


"Todas as cartas estão na mesa. Mas se eu não tiver uma segurança da Saúde, pode ser que a gente não volte este ano. Não há uma decisão tomada", afirmou Jonas. 

Na segunda-feira (10), a Prefeitura de Americana informou que a Secretaria de Educação participou de reunião com representantes dos municípios da RMC "com o objetivo de tentarem tomar uma decisão colegiada sobre o tema". Nesta sexta, o Executivo disse que, entretanto, "ainda não há nada definido com relação a esse assunto". 

A Prefeitura de Hortolândia criou uma comissão especial. "Vários segmentos da sociedade civil e do poder público têm se reunido e continuarão se reunindo, organizando um planejamento, avaliando diariamente o cenário, garantindo a segurança da saúde de todos", ressaltou a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire. 

A Prefeitura de Sumaré disse que o assunto foi debatido em uma videoconferência com a participação de todos os secretários municipais de Educação da RMC. 

"Os secretários concordaram pela importância de toda a região seguir o mesmo cronograma de retorno às aulas e, na sequência, encaminharam manifesto para o prefeito Denis Andia (PV), que é o presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC, debater junto aos demais prefeitos. Ainda não há definição por parte dos prefeitos", diz a nota. 

"Os 20 prefeitos da RMC tem debatido conjuntamente o assunto, levando em consideração dois aspectos fundamentais, que são a saúde coletiva e as ponderações advindas das Secretarias de Educação de cada um dos 20 municípios", informou a Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste. 

A Prefeitura de Nova Odessa não se pronunciou sobre o assunto. 

A diretora da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) em Americana, Zenaide Honório, questionou a possível decisão sem a participação dos professores e pais de alunos. "Vão voltar quando? Vão decidir só entre eles, sem a participação da comunidade? Sem ouvir o que a ciência e a saúde estão dizendo?". 

Zenaide lembrou que o país ainda passa por uma pandemia. "O capital está falando mais alto, o mercado, em detrimento à vida. É muito preocupante essa volta às aulas presenciais", disse. 

O sindicato fará uma live sobre a volta às aulas neste sábado, das 16h às 18h. "Faremos uma live em defesa da vida e contra o retorno das aulas presenciais, com especialistas da educação, médico sanitarista, enfermeira. É hora de se proteger. É muito preocupante, os pais estão preocupados, assim como nós, com a segurança de todos". 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 21 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/