Sábado, 21 Mai 2022

Grupos protestam contra racismo na Câmara de Santa Bárbara

Santa Bárbara d’Oesteprotesto

Grupos protestam contra racismo na Câmara de Santa Bárbara

Vereador Felipe Corá é alvo de manifestação de entidades do movimento negro após pronunciamento contra Dia da Consciência Negra, que para ele é o "dia da hipocrisia, do vitimismo e da divisão racial" 

O vereador Felipe Corá (à direita) foi alvo da manifestação desta terça-feira na Câmara de Santa Bárbara d'Oeste (Foto: Rafael Rezende/TodoDia Imagem)
Com faixas escritas "racismo não!" e "fora Bolsonaro", aproximadamente 40 representantes do Movimento Negro e de entidades de classe e agremiações políticas de Santa Bárbara d'Oeste promoveram uma manifestação no plenário da Câmara, durante a sessão desta terça-feira (30), em resposta ao discurso do vereador Felipe Corá (Patriota) sobre o Dia da Consciência Negra, na última sessão da Casa, no dia 23. Na ocasião, o vereador disse que o feriado seria "o dia da hipocrisia, do vitimismo e da divisão racial". Corá disse ainda preferir "se ater a lideranças como a princesa Isabel, que liberou os escravos, do que a Zumbi dos Palmares, que perseguia os negros e vendia escravos para os europeus".

O ato desta terça foi convocado durante a última semana por meio de redes sociais e grupos de aplicativos de mensagens.

A declaração de Corá sobre a data aconteceu depois que a vereadora Esther Moraes (PL), leu uma carta escrita por membros do movimento negro sobre a situação da população negra no país.

Na sessão de ontem, Esther respondeu ao vereador, que a acusou de abandonar a sessão no momento em que se pronunciaria.

A vereadora justificou a ausência, voltou a falar sobre a situação da população negra além de ressaltar que não se surpreendia por "ser atacada pelo parlamentar que teve os excessos reconhecidos até mesmo pela justiça brasileira".
Ela pediu ainda que a Câmara acate os pedidos protocolados na Casa para avaliar os posicionamentos de Corá.

Na sexta-feira (26), foram protocolados três notas de repúdio, assinadas por cinco entidades, e pedidos de posicionamento da Comissão de Ética e Decoro sobre o assunto.

Nesta segunda-feira (29) o SindProSBO (Sindicato dos Professores de Santa Bárbara d'Oeste) também formalizou uma nota em que condena a fala do vereador e cobra uma medida da Mesa Diretora da Câmara.

"Essa é uma pauta que não se limita ao mês de novembro e sempre que necessário irei usar minha voz nessa Casa de leis para deixar claro que precisamos do Dia da Consciência Negra, sim. A voz que me acusa de fugir do debate costuma sair das sessões sem justificativa", disse Esther. "O ideal é que pudéssemos ter uma história diferente para a população negra no país. Faltam pessoas pretas nos espaços de poder e isso é resultado de mais de 300 anos de escravidão e de uma Lei Áurea que não foi acompanhada por políticas públicas de inserção social. Nós temos que ter feriado, sim. É o mínimo que podemos fazer para que haja reflexão, é o mínimo que o estado brasileiro pode fazer depois de legalizar a escravidão de pessoas pretas. Embora o vereador reconheça as minorias, ele cai em contradição ao não defender que elas merecem atenção do estado brasileiro. Já existe consciência negra nessa cidade", continuou Esther.

Felipe Corá, por sua vez, acusou. "Eu gostaria de ver todas as pessoas que estão aqui hoje no dia que for votada a taxa do lixo, o aumento do IPTU e o preço da água nessa cidade. Vocês são hipócritas", disse o vereador, que finalizou a fala erguendo um quadro em que aparece em uma imagem ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O presidente da Câmara, o vereador Joel Cardoso, o Joel do Gás (PV), afirmou que já encaminhou os ofícios protocolados contra Corá ao departamento jurídico da Casa. "A Mesa Diretora imediatamente encaminhou de forma oficial para o jurídico da Câmara e essa documentação já está na mão dos procuradores para que seja feita a análise jurídica e, tendo um parecer, vamos discutir o assunto", explicou.

Joel reafirmou o posicionamento a favor do Dia da Consciência Negra e afirmou que "a Câmara de Santa Bárbara tem um negro à frente dos trabalhos". 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 21 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/