Quarta, 17 Agosto 2022

Sumaré ultrapassa a marca de 700 mortes por Covid

Sumaré ultrapassa a marca de 700 mortes por Covid

Sumaré confirmou nesta quarta-feira (5) mais quatro óbitos causados pela Covid-19. Com esses casos, a cidade chegou à marca de 703 mortes, o maior índ
Sumaré confirmou nesta quarta-feira (5) mais quatro óbitos causados pela Covid-19. Com esses casos, a cidade chegou à marca de 703 mortes, o maior índice da região, formada ainda por Americana, Hortolândia, Nova Odessa e Santa Bárbara d'Oeste. Com as mortes de ontem - 18 no total - essa região chegou à marca de 2.343 falecimentos desde o início da pandemia, do novo coronavírus, em março do ano passado.

Conforme mostrou o TODODIA há duas semanas, Sumaré tem liderado o número de mortes na região há meses e em apenas 80 dias dobrou o número de óbitos confirmados pela doença, sendo a segunda cidade com mais mortes em todo o estado de São Paulo no comparativo com outros cinco municípios do mesmo porte.

NA REGIÃO
A segunda cidade com mais óbitos até o momento é Americana, que somou nesta quarta mais sete confirmações, chegando a 507.

As vítimas, segundo a Vigilância Epidemiológica, tinham entre 49 e 83 anos e morreram entre 30 de abril e 4 de maio.

Após quatro dias sem mortes, Nova Odessa confirmou três casos nesta quarta, chegando a 149. As vítimas tinham entre 43 e 54 anos e morreram entre 27 e 30 de abril.

As confirmações foram feitas pelo Instituto Adolfo Lutz e recebidas nesta quarta pelo município.

Santa Bárbara somou uma morte e agora tem 494 confirmações.

Em Hortolândia, foram confirmadas quatro mortes e o município agora tem 490 óbitos causados pela Covid-19.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/