Domingo, 25 Julho 2021

ETE prevista para mês de março sequer foi iniciada

SumaréSó placa

ETE prevista para mês de março sequer foi iniciada

A construção foi anunciada em julho de 2019 e deveria elevar a capacidade de tratamento de esgoto do município de 30% para 65% 

Só placa | O local onde era para estar funcionando a ETE Tijuco Preto está em estado de abandono em Sumaré (Foto: Renan Fernandes/ Divulgação)

Prevista para ser entregue em março de 2021, a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Tijuco Preto, em Sumaré, ainda nem começou.

A construção foi anunciada em julho de 2019 e deveria elevar a capacidade de tratamento de esgoto do município de 30% para 65%, mas ainda permanece no papel e, enquanto isso, o entorno da área da obra acumula lixo e entulho descartado irregularmente.

De acordo com a BRK Ambiental, concessionária responsável pelo saneamento da cidade e pela obra, a estação será implantada em um terreno de 20 mil metros quadrados no bairro Residencial Parque Pavan, região do Matão. O projeto prevê que a ETE seja responsável por tratar 230 litros de esgoto por segundo, possibilitando a elevação do índice de tratamento de efluentes da cidade.

A ETE deve atender 52 bairros das regiões do Matão e de Área Cura.

São cerca de 115 mil pessoas beneficiadas, e também a natureza, já que Ribeirão Quilombo não receberá mais este esgoto gerado sem tratamento.

A melhoria, no entanto, está travada.

Conforme divulgado em julho de 2019 pela BRK, a terraplanagem do terreno teve início naquele mês e seria concluída em outubro de 2019, prazo previsto para o início da segunda etapa, que seriam as obras civis e de montagem hidromecânica em que serão construídos os tanques em concreto armado, as edificações e a instalação dos equipamentos e tubulações.

Essa etapa ainda não começou e, depois dela, são previstas outras duas: instalação da infraestrutura elétrica e de comando automatizado e a fase de acabamentos e testes dos equipamentos, tubulações e estruturas para que seja iniciada a operação.

O atraso na obra foi trazido à tona nesta segunda pelo vereador e presidente da Câmara, Willian Souza (PT), que divulgou fotos da situação do terreno.

O espaço está murado e com cerca de proteção, mas o entorno apresenta acúmulo de lixo e entulho descartados irregularmente.

Dentro da área, é possível constatar que apenas a terraplanagem foi feita e que a obra prevista para começar em outubro de 2019 ainda não começou.

Em nota enviada nesta segunda, a BRK Ambiental confirmou que apenas a terraplanagem foi feita e disse que "se prepara para o início da construção da estação, o que ocorrerá em paralelo à implantação das redes de coleta de esgoto responsáveis por levar o efluente para tratamento na nova ETE".

A empresa disse ainda que "está em tratativas com a administração municipal para liberação das áreas para a implantação dessas redes" e que "tão logo isso ocorra, as obras serão iniciadas".

A reportagem questionou a Prefeitura de Sumaré sobre essas tratativas, mas não houve resposta até o fechamento desta edição. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 26 Julho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/