Domingo, 07 Agosto 2022

Sepultada em Sumaré última vítima da tragédia de Capitólio (MG)

Sumarétragédia

Sepultada em Sumaré última vítima da tragédia de Capitólio (MG)

Corpo de Carmen Pinheiro da Silva, de 43 anos, chegou de Passos (MG) no início da tarde e foi enterrado sob forte comoção por amigos e familiares 

 Foi sepultado na tarde desta terça-feira (11), em Sumaré, o corpo de Carmen Pinheiro da Silva, de 43 anos, que morreu após a embarcação que estava junto com a filha, o genro, o namorado e mais familiares ser atingida por uma rocha gigante que se desprendeu de um cânion, durante um passeio em Capitólio (MG), no último sábado (8). Ela é a última vítima a ser sepultada após a tragédia, que deixou saldo de 10 mortos e mais de 30 feridos.

O corpo de Carmen deixou o IML (Instituto Médico Legal) de Passos (MG) por volta das 8h da manhã desta terça-feira. Antes, os corpos da filha dela, Camila Machado da Silva, de 18 anos, e do genro, Maycon Douglas de Osti, que completaria 25 anos um dia depois da tragédia, foram liberados ainda na noite do domingo (9) e transportados até a cidade de Sumaré, onde moravam. O velório do casal aconteceu ainda durante a madrugada e eles foram sepultados na manhã de segunda-feira.

O velório de Carmen se iniciou por volta das 14h, quando o corpo chegou de Minas. Amigos, familiares e conhecidos compareceram novamente ao cemitério para o último adeus à família.

Uma amiga da irmã da vítima não se conformou, assim como outros familiares, de o velório e sepultamento de mãe e filha não ser em conjunto. Para ela, foram duas cerimônias desnecessárias. "As autoridades que estavam realizando os trabalhos de identificação dos corpos poderiam ter guardado o corpo da filha e assim, serem trazidas juntas e serem sepultadas juntas. Entendemos a situação, mas eles conseguem deixar os corpos guardados. Estou indignada, duas vezes passar por essa dor", desabafou a corretora de imóveis Estela Sumiga.

O corpo de Carmen seguiu para o sepultamento por volta das 16h. Todos os presentes acompanharam em silêncio, com muita emoção, o momento mais doloroso do último adeus. Ela foi sepultada ao lado da filha sob uma grande salva de palmas.

Carmen foi a última vítima identificada da tragédia. Seu namorado, Giovany Teixeira, de 37 anos, e o filho dele, Giovany Gabriel Teixeira da Silva, de apenas 10 anos, foram sepultados em Serrania (MG), junto com seu pai, Sebastião Teixeira, de 68 anos, e sua mãe, Marlene Teixeira, de 57 anos, que também morreram na tragédia.
Morreram ainda Thiago Silva, de 35 anos, conhecido como "água gelada" (ele era sobrinho de Sebastião, natural de Passos (MG) e vivia no município de São José da Barra); Júlio Borges Antunes, 68 anos, conhecido como Julinho, natural de Alpinópolis (MG), que vivia no município de São José da Barra (MG); e Rodrigo Alves, 40 anos, que possuía embarcação em Capitólio, era marinheiro no Lago de Furnas e vivia em São José da Barra. Todos já foram sepultados.
Sepultamento de Carmen da Silva, na tarde desta terça-feira, em Sumaré, reuniu amigos e familiares (Foto: Rafael Rezende/TodoDia Imagem)

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/