Sábado, 25 Junho 2022

Volume de chuva reduz 35% e PCJ alerta para desabastecimento na região

CidadesÁgua

Volume de chuva reduz 35% e PCJ alerta para desabastecimento na região

Estimativa é que entre junho e setembro municípios tenham problemas no abastecimento  

No Sistema Cantareira, as precipitações no mês de abril ficaram 83,4% abaixo, com um registro de apenas 13,80mm, frente a 83,20mm da média histórica (Foto: Sabesp/ Divulgação)

O Consórcio das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), emitiu um alerta sobre a possibilidade de desabastecimento de água na região devido ao baixo volume de chuva do mês de abril. A precipitação média registrada nos rios foi de 37,27mm, 35,6% abaixo do volume, que é de 57,87mm.


"Os indicadores meteorológicos sinalizam o que teremos no período entre junho e setembro, com alguns municípios enfrentando problemas de abastecimento de água em virtude da previsão de baixo índice de chuva", observa José Cezar Saad, coordenador de Projetos do PCJ.


Neste ano, foram registrados 563,47mm de precipitação, 3,5% acima do acumulado histórico para o mesmo período. Porém, o volume de chuvas em abril,l apresentou rios com vazões abaixo da média histórica. De acordo com Saad, o índice é um sinal de alerta frente ao período de seca que começa em junho.


No Sistema Cantareira, as precipitações no mês de abril ficaram 83,4% abaixo, com um registro de apenas 13,80mm, frente a 83,20mm da média histórica.

No acumulado de janeiro a abril de 2022, foram 544,50mm, 24,6% inferior ao acumulado histórico do mesmo período, que é de 722,60mm.


"Embora em 2021 a estiagem tenha sido tão ou mais severa que em 2014, não enfrentamos tantos problemas, justamente pela adoção de medidas que mantiveram o Sistema Cantareira funcionando bem", lembra Saad.


O coordenador de projetos do PCJ, José Cezar Saad, afirmou que para medidas emergenciais é necessário o aproveitamento da água de chuva, a redução de perdas no sistema de abastecimento e destaca a importância das represas de reservatórios municipais para garantir o suprimento de água para o período de estiagem.

"A implantação de piscinões ecológicos nos municípios, assim como a construção das chamadas bacias de contenção em áreas rurais também fazem parte das ações. Além de tudo isso, é preciso que haja a participação da população e das empresas para um consumo consciente que evite o desperdício", afirmou José Cezar Saad. 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/