Domingo, 28 Novembro 2021

É tempo de framboesa e amora

Clube GourmetFramboesa e Amora

É tempo de framboesa e amora

As duas frutas podem ser muito parecidas aos olhos de muita gente, no entanto, possuem diferenças quanto à intensidade de sabor e às características físicas 

Pudim grego de frutas vermelhas (Foto: Camila Delfino)
A gastróloga e chef confeiteira Camila Delfino (Foto: Divulgação)

Estamos na época da framboesa, que, segundo sites especializados, começa a frutificar mais fortemente no mês de novembro. Mas ainda é possível encontrar amora preta em bosques ou árvores de várias cidades, cuja frutificação começa no mês de setembro e termina em novembro. As duas frutas podem ser muito parecidas aos olhos de muita gente, no entanto, possuem diferenças quanto à intensidade de sabor e às características físicas.

Fato é que framboesa e amora compõem o grupo das principais frutas vermelhas utilizadas, hoje, na confeitaria, segundo a gastróloga e confeiteira Camila Delfino. "A framboesa é mais delicada, com sabor mais suave, combinando, assim, com ingredientes mais sutis, como queijos brancos, cheesecakes, vinho branco, mousses, enquanto a amora traz um sabor mais intenso, combinando perfeitamente com chocolates, vinhos tintos e carnes de caça. Ambas resultam em deliciosas caldas, geleias, recheios para tortas e bolos, mas podem ser utilizadas deliciosamente na combinação em pratos salgados", explica a confeiteira.

A chef explica que tanto a framboesa quanto a amora são da família das rosáceas, ricas em antioxidantes e vitaminas, além de baixa caloria. Outra curiosidade é que suas folhas também possuem as mesmas propriedades, por isso, podem ser utilizadas para fazer chás. São frutas delicadas, e, por conta disso, não têm grande durabilidade, podendo ser congeladas para uso posterior em receitas.

Fisicamente, as amoras são maiores e têm forma alongada, enquanto as framboesas possuem um centro oco, pois se separam de seu núcleo na colheita, diferente das amoras. Portanto, no contato com as mãos, a amora sempre parecerá mais pesada.

Para celebrar a época dessas frutas, que tanto enriquecem a gastronomia, a confeiteira Camila Delfino aceitou o desafio do Clube Gourmet de criar uma receita exclusiva para compartilhar com nossos leitores. Então, vamos aproveitá-las deliciosamente!

Pudim grego de frutas vermelhas
Por Camila Delfino

Ingredientes
400 gramas de iogurte grego
2 latas de leite condensado
200 ml de creme de leite fresco
2 ovos

Calda de Frutas Vermelhas
200 gramas de amora fresca ou congelada
200 gramas de framboesa fresca ou congelada
100 gramas de açúcar refinado
Suco de meio limão

Modo de preparo do pudim
Bata no liquidificador o iogurte, o leite condensado, o creme de leite e os ovos. Despeje em uma forma redonda com furo no meio, untada com manteiga. Leve ao forno a 120 graus, em banho-maria, por uma hora e meia. Desenforme, após frio, e sirva com uma calda de frutas vermelhas. Decore com amora e framboesas frescas.

Modo de preparo da calda
Numa panela, coloque as amoras, as framboesas, o limão e o açúcar. Leve ao fogo baixo até cozinhar (aproximadamente 15 minutos). Retire do fogo e deixe esfriar. Coloque em cima do pudim. Sirva gelado.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 28 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/