Domingo, 26 Junho 2022

4 problemas de locomoção dos animais idosos

Blog do Tic Tacidade

4 problemas de locomoção dos animais idosos

Cães e gatos, mesmo em idade avançada, são ativos e brincalhões se a saúde está em dia 

É preciso sempre cuidar da saúde de seu pet (Foto: Divulgação)

Dores nas costas, a idade avançada, dores aqui e ali, não são situações exclusivas dos seres humanos. Independente da idade uma dorzinha sempre tem, não é verdade? Por isso é preciso sempre cuidar da saúde.

Quando assunto é o bem-estar do seu pet não é diferente e assim como nós, os cães e gatos também podem sofrer com essas dores articulares. Cães e gatos, mesmo em idade avançada, são ativos e brincalhões se a saúde está em dia. Porém é muito natural que as articulações, ossos, coluna fiquem mais fracos, cansados e desagastados. E assim alguns problemas de locomoção começam a aparecer.

Uma simples caminhada se torna uma atividade muito difícil para o animal e muitas vezes até para dormir é complicado. Essas dores podem trazer até irritabilidade para cães e gatos que foram dóceis durante toda a vida.

Sendo assim, apresentamos os problemas de locomoção mais comuns que ao encontrados na rotina das clínicas veterinárias: 

1. OSTEOARTROSE
Doença degenerativa que atinge as articulações
e uma causa comum de dor nos pets. Ocorre pelo
desgaste das articulações e pode ser agravado pela
obesidade ou pelo fato do animal viver em piso liso
e subir em camas e sofás muito altos. Não há cura
para a osteoartrose, mas, com tratamento adequa-
do, a dor pode ser aliviada.

2. DISPLASIA DE QUADRIL
Tem geralmente como causa o fator genético ou
hereditário. Os sinais clínicos, como a dor, podem
ser agravados por excesso de exercício físico ou
sobrepeso, sedentarismo e até condições do local
onde o animal vive, como apartamentos de pisos
lisos, por exemplo. É comum ver o animal nesta
condição mancar ou manter a pata elevada, pois
não consegue encostar no chão.

3. HÉRNIA DE DISCO
É uma degeneração da coluna vertebral. Pode ser
causada por malformações na coluna ou adquirida
por microtraumas. O disco intervertebral funciona
como uma espécie de amortecedor contra choques
e danos. A perda de seu conteúdo "gelatinoso", que
é a chamada hérnia de disco, pode causar dor e
afetar a medula espinhal. Em casos mais graves,
além de dor, o animal pode apresentar dificuldade
de locomoção e fraqueza, incontinência urinária e
fecal, e até paralisia, com perda de movimento dos
membros.

4. OSTEOCONDROSE
Costuma atacar os ombros, além de cotovelo,
punho e joelho. A região fica fragilizada e podem
ocorrer lesões devido a lentidão da maturação da
cartilagem, que pode ser genética ou ocasionada
por um crescimento acelerado, excesso de cálcio na
alimentação e rápido ganho de peso do animal. A
osteocondrose faz com que a região acometida fi-
que frágil e haja desgaste articular, podendo causar
inflamação e muita dor.

"É muito importante o cuidado do médico veterinário nessa fase para que possa orientar o tutor em relação à nutrição, bem estar e o ambiente que esse animal vive para não ter sem esse tipo de desconforto. E hoje o merca- do disponibiliza de vários medicamentos que auxiliam o animal a viver em boas condições", disse o professor do curso de Medicina Veteri- nária da FAM, Mauricio Etechebere.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/