Domingo, 26 Junho 2022

Raiva animal: um caso de saúde pública

Blog do Tic TacSaúde animal

Raiva animal: um caso de saúde pública

O principal transmissor de raiva são os morcegos hematófagos 

Americana registrou na última quarta-feira, dia 16 de fevereiro, no bairro Parque das Nações, um caso de raiva felina. As ações sanitárias já foram tomadas pela Unidade de Vigilância em Saúde do município com buscas em animais da região ainda vacinados.

O principal transmissor de raiva são os morcegos hematófagos. A transmissão geralmente ocorre por inoculação da saliva dos animais infectados, mas é possível contrair pelo contato com o sangue e saliva em mucosas. O período de incubação do vírus pode chegar a 6 meses.

O caso positivo em um gato, chamou atenção dos veterinários do Hospital Veterinário da Faculdade de Americana, há 26 anos não se confirmava um caso de raiva em gatos na cidade.

O coordenador do curso de Medicina Veterinária, Alberto França, lembra que o papel do veterinário é conscientizar os tutores para continuar o controle da doença.

"Por ser uma doença de controle aqui na região, os alunos devem estar conscientes da importância das campanhas e dos protocolos das vacinas e da conscientização da população à vacinação. O descuido do próprio do tutor pode levar a esses casos", disse.

O professor e médico veterinário da FAM, Maurício Etechebere, reforça a necessidade do acompanhamento das vacinas do animal.

"Os cães e os gatos devem manter um protocolo de vacinação atualizado para evitar este tipo de intercorrência. Bem como os profissionais desta área devem se manter imunizados também", comentou.

Etechebere lembra também que o ideal é manter o animal domiciliado e imunizado. "É a melhor alternativa. Os gatos têm condição de vida errante, os gatos tem o hábito de sair de casa, passear e ter contato com outros gatos e tornam pra dentro de casa. As vezes ele pode ter contato com outros mamíferos que podem estar acometidos da doença ou até mesmo contato direto com o morcego contaminado, uma vez que ele é o vetor", disse.

Em casos de suspeita, a notificação aos agentes de saúde é obrigatória 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/