quinta-feira, 23 maio 2024

Barbarense alcança elite da Superliga

A jovem atleta Laís Lima, de Santa Bárbara d’Oeste, vive, aos 22 anos, o melhor momento de sua carreira no voleibol. Pela primeira vez, a ponteira passadora e líbero disputa a elite da Superliga, principal competição da modalidade no país. A barbarense defende o Valinhos, equipe recém-promovida à primeira divisão – a jogadora esteve presente também na campanha do acesso com sua agremiação em 2018. 

A Superliga feminina 2019/2020 conta com a presença de nomes do primeiro escalão da modalidade. Valeskinha (Curitba), Walewska e Fernanda Garay (Praia Clube), Thaísa e Sheilla (Minas), Jaqueline (Osasco), Dani Lins (Sesi Bauru) e Tandara (Sesc Rio), todas campeãs olímpicas com a seleção brasileira, seguem no auge da forma qualificando ainda mais o torneio. Atletas internacionais como Polina Rahimova e Ana Bjelica também dão brilho à competição. 

Laís comenta o fato de ter como adversárias estrelas do voleibol mundial. “Conviver com gente que tem tanta história é muito bom, são referências. Jogar contra é um aprendizado enorme. Em Curitiba tive a oportunidade de atuar com a Valeskinha, que foi campeã olímpica em 2008, e foi sensacional. E a jogadora que eu sempre me inspirei foi a Fabizinha, uma pena ela ter se aposentado”, avaliou. 

A atleta tem participação importante no jogo defensivo de sua equipe. Ela explica. “Como líbero e ponteira passadora faço o fundo de quadra e entro para sacar. A defesa e o passe são pontos principais para um bom desempenho nessas funções e aqui em Valinhos a gente trabalha muito esses fatores. Estamos trabalhando bastante e estou evoluindo muito nisso”, contou. 

A barbarense revela os planos para o futuro na modalidade. “Espero continuar disputando a Superliga por muitas temporadas ainda, conquistando os meus objetivos, me destacando e, até mesmo, quem sabe um dia ter o privilégio de defender uma seleção brasileira”, projetou. 

O próximo compromisso de Laís e suas companheiras de Valinhos está programado para este domingo (22), quando enfrentam o Sesc, líder da classificação geral da competição, às 11h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. 

Antes de atuar no Valinhos, Lais, que passou pelas categorias de base do voleibol de Santa Bárbara d’Oeste, onde seu pai, Luis Antônio Lima é um dos treinadores, passou pelas equipe de Lavras (MG) e o Clube Curitibano (PR). 

Um outro atleta de Santa Bárbara d’Oeste, o ponteiro Douglas Souza, é hoje um dos principais atletas do voleibol no país. Medalha de ouro nos jogos olímpicos Rio-2016, o barbarense defende o Funvic/Taubaté, atual campeão da Superliga masculina e hexacampeão paulista. 

BASE 

O trabalho no voleibol de base de Santa Bárbara continua sendo feito buscando que novas Lais e novos Douglas sejam revelados. Nesta semana, dois atletas das divisões menores do município, orientados pela técnica Jaqueline Taver, foram aprovados em avaliações em clubes importantes do estado. O levantador Lucas Campos, de 13 anos, e o oposto Alisson Pereira, 14, defenderão em 2020, respectivamente, as equipes do Santos e do Renata/Campinas. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também