domingo, 21 julho 2024

Guarani promove ‘faxina’ no futebol

Após a terceira derrota seguida no Campeonato Brasileiro da Série B – 1 a 0 para o Operário, em Ponta Grossa, na última terça-feira -, o Guarani, lanterna da competição, resolveu promover uma verdadeira “faxina” em seu departamento de futebol, com cinco demissões, dentre elas, do treinador Roberto Fonseca e do superintendente Fernando Fumagalli, ídolo da torcida quando atleta do clube.

Em nota divulgada no site oficial, o clube informou que, “em reunião realizada no Brinco de Ouro, o Conselho de Administração decidiu pela rescisão contratual de Fumagalli, Marcus Vinicius e Gabriel Remédio do Departamento de Futebol. Além deles, o treinador Roberto Fonseca e seu auxiliar, Roberto Fonseca Júnior, não estão mais à frente do comando técnico do Bugre”.

E a crise no Guarani não para por aí. No mesmo comunicado, o Conselho afirmou que nos próximos dias analisará a possibilidade de afastamento do presidente Palmeron Mendes Filho, para que ele possa viabilizar sua defesa administrativa no processo de impeachment movido por um grupo da oposição.

RETROSPECTO

Fonseca deixa o time bugrino após cinco derrotas, dois empates e apenas duas vitórias em nove jogos disputados na Série B. Antes da derrota de anteontem, o Guarani havia perdido para a Ponte Preta, por 1 a 0, no Moisés Lucarelli, e para o Vila Nova, por 2 a 0, em pleno Brinco de Ouro. O Guarani ocupa atualmente a lanterna da competição nacional, com apenas 13 pontos em 17 partidas. O próximo compromisso é no domingo (25), contra o América-MG no estádio Independência, às 11h.

 
Com Folhapress

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também