domingo, 21 julho 2024

Rio Branco: Felipinho curte a artilharia

Com cinco gols marcados em seis partidas desde sua estreia como titular, o meia Felipinho curte a fase artilheira no Rio Branco, seu primeiro clube no Estado de São Paulo. Jogador de talento reconhecido na região Norte, em especial no Pará e em Tocantins, fazer gols não era uma de suas características em times anteriores, porém, no Tigre ele tem sido decisivo e importante para o bom momento que a equipe vive na Bezinha.

Durante a reapresentação do elenco, na tarde de ontem, o camisa 10, autor do gol de falta que deu a vitória sobre a Itapirense na abertura da terceira fase, falou sobre esse lado artilheiro, pouco comum em sua carreira. “É uma novidade, nos outros clubes não fazia tantos gols assim. Sempre bati faltas, mas aqui no Rio Branco tem sido a melhor fase da minha vida. Fico sempre depois do treino trabalhando as cobranças e tenho sido feliz”, comentou.

Desfalque na próxima partida contra o Mauá por suspensão, Felipinho lamenta a interrupção da sequência de jogos pelo Tigre. “Fico muito triste, porque o jogador quer sempre estar atuando. Nesse jogo eu vou ficar de fora, mas tenho a certeza que existem jogadores em nosso elenco que vão cumprir bem a função”, disse.

O meia espera se policiar mais em relação aos cartões amarelos que toma, já são três em seis jogos, por isso não atuará no fim de semana, número alto para sua posição. “Não é novidade, já fiquei suspenso por cartão em outras equipes. Aqui tive que segurar, mas nessa última partida não deu. Esse é um defeito do jogador, de reclamar muito com o juiz”, contou.

Na reapresentação do elenco do Tigre, iniciando a semana de preparação para a partida contra o Mauá, no sábado (24), às 15h, no estádio Décio Vitta, pela segunda rodada da 3ª fase, dois foram as ausências: o atacante Lucas Duni, lesionado, e o lateral-direito Patrik que saiu com um incômodo da última partida e foi poupado das atividades, porém, não preocupa.

JOGO-TREINO

Os atletas que não atuaram os 90 minutos na vitória sobre a Itapirense no último sábado participaram de um jogo-treino diante de um combinado de atletas profissionais sem contrato que treinam em equipes amadoras de Piracicaba e região. A atividade terminou empatada por 1 a 1 e Rafael Cursino marcou o gol do Tigre.

O técnico Marcos Campagnolo mandou a campo no amistoso realizado no estádio Décio Vitta um time com Gabriel; Eduardo, William, César e Ismael; Aritana, Rafael Cursino, Léo e Alê; Mazinho e Davi.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também