quarta-feira, 24 julho 2024

Tigre tem problemas para montar zaga

Não bastasse a ausência de seu principal jogador, o meia Felipinho, suspenso, o técnico Marcos Campagnolo pode ter mais problemas para escalar o Rio Branco, que enfrenta o Mauá, sábado, às 15h, no Décio Vitta, pela segunda rodada da terceira fase da Bezinha. Lesionados, o lateral Patrik e o atacante Lucas Duni ainda não participaram dos treinamentos da semana, enquanto o zagueiro Crepaldi sofreu uma entorse no joelho em atividade realizada ontem à tarde, e passa a preocupar.

No treinamento de hoje, em que começa a definir o time titular, Campagnolo terá que montar um verdadeiro quebra-cabeças. Se, de início, a dúvida do treinador era apenas definir o substituto de seu camisa 10, o técnico pode ser forçado a realizar outras duas mudanças no time, principalmente no setor defensivo.

Na lateral, a tendência é por nova improvisação de Maranhão, que abre mais uma vaga no meio-campo, que deve ter Léo e Rafael Cursino como principais novidades. Na zaga, William é o substituto natural de Crepaldi, entretanto, a forma como os atletas vão reagir nas próximas horas será decisiva para o aproveitamento ou não do trio – a situação de Duni é a mais complicada, porém, Braga já é o titular da posição, o que não provoca grandes alterações no ataque.

No caso das ausências serem confirmadas, um provável Rio Branco para buscar sua segunda vitória seguida na competição tem Alan; Maranhão, William, Wellerson e Leandro; Kayo, Léo, Rafael Cursino e Bismarck; Thiago e Braga.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também