Sexta, 20 Mai 2022

Atleta de Americana é convocada para a seleção de basquete

Esportesconvocação

Atleta de Americana é convocada para a seleção de basquete

Leila Zabani se integra à equipe em janeiro e até lá mantém rotina de treino na cidade para se preparar para a competição 

Rotina da jogadora Leila inclui fisoterapia, academia, aeróbico e muito treino (Foto: Arquivo Pessoal)

A jogadora de basquete americanense Leila Zabani, de 30 anos, foi convocada para se apresentar à Seleção Brasileira de Basquete Feminino, no dia 20 de janeiro, e deve se juntar à equipe para os treinamentos que antecedem o pré-mundial da modalidade, que será disputado em fevereiro de 2022, na Sérvia.

Até a data de apresentação, Leila mantém na cidade uma rotina de preparação para encarar os treinos junto com o grupo que representará o Brasil no campeonato. "Estou treinando a parte individualizada e a parte física, porque sei que lá, com a seleção, os treinos são intensos de defesa e contra-ataque. Quero poder chegar e desempenhar o meu papel", diz.

Na agenda da jogadora estão até três horas diárias de fisioterapia, para cuidar, preventivamente, de lesões da temporada 2020, e revezamento entre academia, treino e aeróbico, práticas que tomam até duas horas do seu tempo durante a semana.

Leila já havia jogado nas equipes de base e participado da fase de treinamentos da seleção brasileira e considera a convocação um reconhecimento ao trabalho que tem desenvolvido. "Fiquei muito feliz com a notícia. É um reconhecimento por tudo que a gente se dedica o ano todo", diz.

A jogadora atuou na temporada de 2021 como ala do Blumenau, equipe de Santa Catarina, e conquistou bons resultados com o grupo, que ficou em 7º lugar na classificação geral, além de garantir o 2º lugar nos playoffs, com vitória nas quartas-de-final e semifinal no torneio da Liga Nacional.

"Começamos a treinar em fevereiro e entre março e agosto disputamos o campeonato. Tivemos alguns percalços na fase de classificação. Algumas meninas tiveram Covid e tomamos dois WOs (o time não jogou por falta de atletas), mas foi uma campanha muito boa", avalia. O Blumenau foi campeão do Campeonato Estadual Catarinense e dos Jogos Abertos.

A atleta de 1,80m, que também é graduada em Ciências do Esporte pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), começou a jogar basquete aos 9 anos. Ela conta que o interesse pelo esporte foi despertado porque sempre via os pais jogando basquete. "Treinei no Sesi e na sequência fui treinar no Centro Cívico, até o juvenil. Depois fui jogar em outras equipes" conta. 

Ela já jogou nos times de Rio Claro, Jaraguá do Sul, Maranhão e Recife, além do Blumenau.

Na Sérvia, em fevereiro de 2022, o Brasil brigará por uma vaga no Campeonato Mundial de Baquete Feminino, que será realizado na Austrália, em outubro. A equipe brasileira caiu na chave que tem os times da Correia do Sul, da Sérvia e da própria Austrália, já classificada por ser país-sede do mundial.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 20 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/