Sexta, 17 Setembro 2021

Brasil imuniza 75% dos atletas

EsportesPandemia

Brasil imuniza 75% dos atletas

Comitê Olímpico do Brasil divulga balanço, mas não revela nomes; porém, disse que um grupo recusou a vacina 

COVID-19 | Acordo previu a vacinação de todas as delegações olímpicas e paralímpicas (Foto: Miriam Jeske/COB)
O Comitê Olímpico do Brasil (COB) revelou nesta terça-feira (13) que apenas 75% dos atletas brasileiros inscritos na Olimpíada de Tóquio estão imunizados com as duas doses da vacina contra a covid, ou com a dose única da Janssen em alguns casos. O grupo que tomou ao menos uma dose é maior, de 90%, segundo os números apresentados pelo comitê. A vacinação é altamente recomendada, mas não é obrigatória para participar do evento.

Durante entrevista coletiva no Japão, o diretor de Esporte do COB, Jorge Bichara, informou que um grupo de atletas optou por não se vacinar. Mas o comitê decidiu não informar o número de esportistas que recusaram a vacina, nem seus nomes. Ainda segundo Bichara, porém, esses atletas serão mais cobrados.

"Como o COI definiu que não era obrigatória, não foi também apresentada como obrigatória para os atletas. Tivemos atletas que optaram por não se vacinar, mas vamos preservar os nomes porque é uma questão de ordem pessoal. Temos nossas convicções, entendemos como muito importante, mas respeitamos as posições de cada um. Vamos cobrar de todos e mais desses atletas os respeitos às condições de seguranças suas e de todo o grupo do qual estão fazendo parte", afirmou.

A vacinação não é obrigatória para participar da Olimpíada, muito menos para ir ao Japão, mas o Comitê Olímpico Internacional (COI) tem insistido na importância da vacinação, pela segurança dos envolvidos com os Jogos e para reduzir a preocupação e a rejeição dos japoneses com relação aos Jogos.

Por isso o COI fechou acordo com a Pfizer e com o Comitê Olímpico Chinês para receber doação de vacinas e as remeteu a diversos países do mundo, incluindo o Brasil. O país recebeu vacinas da Pfizer e da Coronavac, em número três vezes maior do que o necessário (o restante foi para o SUS), em troca de incluir as delegações olímpicas e paraolímpicas, incluindo staff e jornalistas. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 17 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/