Sábado, 16 Outubro 2021

Messi marca, Barça vence e lidera grupo

Messi marca, Barça vence e lidera grupo

O Barcelona venceu o Slavia Praga por 2 a 1 nesta quarta-feira (23), na República Tcheca, e assumiu a liderança do grupo F da Liga dos Campeões. Boril

O Barcelona venceu o Slavia Praga por 2 a 1 nesta quarta-feira (23), na República Tcheca, e assumiu a liderança do grupo F da Liga dos Campeões. Boril marcou pelos tchecos, mas o time espanhol contou com gols de Messi e Olayinka (contra) para vencer. Para chegar ao primeiro lugar, a equipe catalã foi beneficiada ainda pelo triunfo da Inter de Milão sobre o Borussia Dortmund por 2 a 0. 

Com estes resultados, o Barça chegou a sete pontos e é o novo primeiro colocado do grupo. O Borussia Dortmund tem quatro e, agora, está empatado em pontos com a própria Inter, mas sofre com a desvantagem no saldo de gols. O Slavia Praga é o lanterna, com um ponto. 

Quem começou a jogada do primeiro gol espanhol foi Messi, que, aos três minutos, carregou a bola para dentro e acionou Arthur; assim que se livrou da bola, o argentino correu para a área e se posicionou para receber o passe do brasileiro. Por fim, o camisa 10 tocou de primeira para a rede. 

O fato de que o Barcelona abriu o placar cedo não quer dizer que Ter Stegen não teve trabalho. O goleiro alemão evitou pelo menos duas grandes chances do Slavia Praga, ambas aos 35 do primeiro tempo: defendeu chute de Masopust e uma bomba de Olayinka. 

Não satisfeito com o próprio gol, Messi procurou espaços para servir seus companheiros. Ainda na primeira etapa, aos 39, uma boa trama organizada por ele, Griezmann e Suárez acabou dando um rebote a De Jong, que arriscou e obrigou o goleiro Kolar a trabalhar. 

Mas o início do Slavia Praga no segundo tempo foi cirúrgico. Um lançamento em profundidade aos quatro minutos criou o contra-ataque perfeito para Masopust, que dominou, ajeitou a bola e tocou para Boril, que tirou de Ter Stegen com categoria para empatar. 

Do outro lado, porém, estava o Barcelona. Suárez, que não faz gol fora de casa na Champions há quatro anos, esteve perto de quebrar o jejum; mas não o fez. O chute do uruguaio aos 12 minutos foi desviado por Olayinka, e a Uefa considerou que o nigeriano marcou contra a própria rede. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/