Terça, 28 Setembro 2021

Coluna Máxima: Carol e a Casa de Papel

Coluna Máxima: Carol e a Casa de Papel

A palavra papel vem do latim papyrus e faz referência ao papiro, uma planta que cresce nas margens do rio Nilo no Egito. Quando a escrita surgiu, há m

A palavra papel vem do latim papyrus e faz referência ao papiro, uma planta que cresce nas margens do rio Nilo no Egito. Quando a escrita surgiu, há mais de 6 mil anos atrás, as palavras eram inscritas em tabuletas de pedras ou argila. Depois vieram os pergaminhos feitos de couro curtido de bovinos, bem mais resistentes. Finalmente, o papel seria inventado na China 105 anos d.C. (depois de Cristo), sendo uma mistura umedecida de casca de amoreira, cânhamo, restos de roupas, e outros produtos com fibras vegetais. Carol Sacilotto domina a arte dos papéis.

A Casa dos Convites, desde 1996, realiza grandes produções em convites e todo e qualquer trabalho de personalização. Ela já assinou as mais renomadas festas, mas desta vez ela foi protagonista de uma festa ímpar. Carol reuniu amigos, fornecedores e parceiros para um brunch, no espaço de eventos da querida Claudia Porteiro, não só comemorar os 23 anos de sua empresa, mas para apresentar mais uma tendência: móveis de papel. Sim, papéis. Eles foram o destaque e o charme da decoração e da ambientação, projeto que também teve o apoio do competente Fernando Reame. A manhã foi curta perto de tanta gente querida que ela conseguiu concentrar num momento único. Muito bate papo, muitos abraços, fotos e selfies. O tempo todo. Esse é o sucesso de um evento, esse é o sucesso de uma marca.

A marca é o reflexo do dono. Carol consegue ser excelente no que faz e entregar produções gráficas como ninguém. Mas ela também é expert em receber, unir e agregar. Era pra ser um momento dela, de cumprimentos e votos, mas foi uma grande festa para os convidados, onde todos trocaram carinho ali, naquela manhã. Parabéns, Carol. Mais sucesso e, por favor, mais eventos! 

[gallery columns="2" size="medium" ids="26917,26916,26915,26914,26913,26912,26911,26910"]

MÁXIMO

Carol Sacilotto saiu na frente! A organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 apresentou nesta terça-feira, dia 24, as camas que serão instaladas nas vilas dos atletas, cuja estrutura e colchão são feitos de materiais recicláveis. A estrutura será feita de papelão altamente resistente, capaz de suportar até 200 kg, e terá um colchão feito totalmente de poliéster, que será reciclado no final dos Jogos, explicou a organização em coletiva de imprensa. 

[gallery columns="2" size="medium" ids="26919,26918,26921,26920"]
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 29 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/