Terça, 28 Setembro 2021

Novembro é dela!

Novembro é dela!

Novembro chegou. Mês este que é muito especial a mim. Não pelos feriados, que são dois, mas porque nele há um dia em específico e de valor imensurável

Novembro chegou. Mês este que é muito especial a mim. Não pelos feriados, que são dois, mas porque nele há um dia em específico e de valor imensurável, o dia três. Nele nasceu Maria Angela de Pieri, a minha mãe. Alguém que admiro e estimo muito. Não há como mensurar o amor que por ela sinto. 

Ela que sempre espera por publicações minhas nas redes sociais, hoje ganhará uma dedicatória diferente e em público. Sei que, apesar de não ter dito na data, sentiu falta de minhas palavras. 

Aliás, ficaria horas aqui tecendo sobre minha admiração e gratidão imensa por todos os seus esforços e cuidados ao longo dessa vida. 

Somos apegados desde sempre e por isso talvez pegamos tanto um no pé do outro. Apesar de ranzinza e impaciente na maioria das vezes, confesso, nem sempre transpareço aquilo que sinto e nem sei porque ajo assim. Sempre digo às pessoas que elas devem demonstrar o que sentem, mas comigo talvez seja demonstrar minha vulnerabilidade, que por tanto tempo esteve exposta. E embora seja assim, sei que sente pelo o que estou passando e respeita o meu silêncio. 

Sinto o seu amor nos mínimos detalhes. No café que faz pela manhã e que sei que não faz pensando apenas em você. No lanchinho que costuma fazer, sem que eu peça, para levar ao trabalho ou os chicletes que compra de vez em quando, mostrando que se lembra de nós onde quer que esteja. Espero retribuir à altura como quando te ligo aos fins de semana para bater aquele papo ou todas as manhãs te levando ao trabalho. 

Admiro sua força e garra. Sempre se mostrou alguém que, apesar das adversidades, não se deixa esmorecer. Vai com fé e conquista o que almeja. E tem realizado sonhos que antes pareciam inalcançáveis. Rio sozinho lembrando do dia que voou de helicóptero e ficou por dias revendo o vídeo. Ou então das lembranças que sempre revisitamos da viagem a Gramado. 

E posso dizer uma coisa? Assim como você realizou esses sonhos, pode realizar muitos outros. Não me venha com esse papo de que você está velha demais ou outra desculpa qualquer. Não existe isso, é querer e se planejar. 

Fico tão feliz em estar criando memórias com você. Sua companhia jamais seria um estorvo. Aliás, amo quando você viaja ou passeia comigo e com o Fernando. Quero te ter sempre ao meu lado, mesmo quando eu estou no auge do meu estresse. 

Gostaria que todos pudessem conhecer você e como me inspira com sua história de vida e com a sua alegria de viver. Problemas todos nós temos, mas a sua resiliência me faz acreditar que nada pode me abalar e que posso sim chegar onde almejo. 

Mulher de valores e que não teme se desconstruir. Faz isso diariamente e me enche de orgulho. Me emociono quando falo de você e meus olhos brilham quando conto sobre você a alguém. Você é de verdade, em um mundo onde muitos são de mentira. É lar, aconchego e carinho. Também é estresse, caos e temperamental às vezes. É real! 

E que bom ter você para chamar de mãe e poder retribuir tantos cuidados que já me concedeu. Só nós sabemos o quanto enfrentamos. E aqui estamos nós. 

Que esse novo ano, assim como os outros 53, sejam encorajadores e te impulsionem a ir mais longe. Que eu possa estar aqui pra te lembrar sempre do quanto é amada e indispensável nas nossas vidas. Te amo, te adoro e te guardo sempre no meu coração. Seja lá onde quer que esteja. 

 

Escrito por: Marcos Barbosa | Jornalista e apresentador 

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 29 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/