Terça, 28 Junho 2022

Dignidade da mulher

Pastor Ailton GonçalvesDia Internacional da Mulher

Dignidade da mulher

Por Ailton Gonçalves Dias Filho 

Na última terça-feira, dia 8 de março, o mundo celebrou o Dia Internacional da Mulher.

No Brasil, a data foi celebrada em boa e triste hora. Triste porque, na região e no Estado de São Paulo, aconteceram fatos lamentáveis e que merecem nossa indignação.

O primeiro fato, amplamente divulgado na imprensa regional, foi o triste episódio de um guarda municipal agredir sua ex-esposa. Violência que não pode ser admitida em hipótese alguma. Basta de violência! A sociedade já não suporta mais esse tipo de relato. O responsável pela agressão responderá à Justiça.

O segundo fato, triste, amplamente divulgado na imprensa nacional, foi a mediocridade revelada por um deputado estadual, com comentários desagradáveis e preconceituosos contra as mulheres. Em viagem à Ucrânia, sabe-se lá fazendo o que, o parlamentar teve áudios vazados com conteúdos que revelam a sua pequenez. Na semana, em várias ocasiões, manifestei meu repúdio e minha indignação. Lamentável, até porque a fala é oriunda da boca de um legislador. A sociedade paulista espera da Assembleia Legislativa resposta à altura dos disparates insanos do deputado. É esperar para ver.

Posto isso, quero voltar a atenção do (e)leitor para a beleza do Dia Internacional da Mulher. Dia que é fruto de um conjunto de lutas por respeito, igualdade, reconhecimento e valorização da mulher. A mulher não é um ser humano de segunda categoria. Não é inferior ao homem. A fé cristã crê e apregoa que homem e mulher foram criados iguais. Igualdade de gêneros. Dentro da família, funções diferentes. Mas, iguais. Um não domina e não deve dominar sobre o outro.

Mulher é ternura! É meiguice! É carinho! Todo ser humano é merecedor de respeito, sobretudo as mulheres. O Dia Internacional da Mulher é uma tentativa de reparar danos e injustiças cometidos contra as mulheres, em vários países e culturas ao longo da história. Injustiças que ainda perduram em alguns países.

Reconhecemos avanços com respeito às lutas das mulheres, mas há ainda muitas conquistas pela frente. Neste sentido, o Dia Internacional da Mulher será sempre uma data perturbadora. Que venha mexer com nossas consciências. Que abra nossos olhos. Diante de Deus, homem e mulher são iguais. Ambos refletem a imagem e semelhança do Criador. Respeito e dignidade à mulher! Ela é merecedora de toda honra e carinho. Parabéns, mulheres!

Que Deus continue a abençoá-las! Que você, mulher, "seja uma mulher que levanta outras mulheres". É isso! 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/