PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Criança de 11 anos mata padrasto para defender mãe e irmão

O caso aconteceu na noite de ontem (10), em Campinas, no bairro Jardim Novo Maracanã

Um caso de violência doméstica acabou em tragédia, na noite de segunda-feira (10), em Campinas, no bairro Jardim Novo Maracanã, Distrito do Campo Grande.  

PUBLICIDADE

O caso é mantido em sigilo por envolver criança e adolescente, mas segundo foi apurado pelo TodoDia, uma criança de 11 anos atingiu ao padrasto, de 43 anos, com uma facada no pescoço.  

Uma Unidade de Resgate foi ao local, mas o homem morreu antes que pudesse receber o socorro.  

PUBLICIDADE

O QUE ACONTECEU  

A informação é que na casa estavam o padrasto, a companheira dele, mãe de três meninos, de respectivamente 15, 11 e 6 anos. 

PUBLICIDADE

O homem, que tinha antecedentes por violência doméstica, discutia com a mulher e teria agredido o enteado de 15 anos, aplicando-lhe uma gravata e quase o sufocava, enquanto a mãe e o irmão do adolescente tentavam socorrê-lo.  

A confusão ocorreu em vários cômodos da casa, chegando até um quarto, onde dormia o filho mais novo, de 6 anos. A mulher temia que o homem jogasse o menino de 15 anos por uma escada abaixo, o que poderia causar a morte do rapaz.  

Ela nem percebeu que o filho de 11 anos se ausentou por alguns segundos e retornou. 

A confusão continuou, até ela ver o companheiro, padrasto de seus filhos, levar as mãos ao pescoço já todo ensanguentado e deixar a casa pedindo socorro.  

Aos prantos, a criança disse à mãe que foi na cozinha e pegou a faca para defender ela e o irmão mais velho. 

O caso está em andamento na 2 ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Campinas, onde foi registrado como violência doméstica e lesão corporal seguida de morte.  

Em São Paulo, casos que envolvam crianças, de 12 anos ou menos, são tratados nas DDMs, independentemente se envolvam violência doméstica.  

Por determinação legal essas investigações correm em segredo na Polícia e na Justiça. 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This