Terça, 26 Outubro 2021

Vigilante de 70 anos é assassinado a pauladas em Sumaré

Vigilante de 70 anos é assassinado a pauladas em Sumaré

Mulher de 44 é presa e teria confessado o crime, na manhã desta segunda-feira, em indústria têxtil do Jardim Marchissolo

Local do crime (Foto: Rafael Rezende)

Uma mulher foi presa após assassinar um idoso com pauladas na cabeça, na madrugada desta segunda-feira (11), em uma empresa têxtil em Sumaré. A vítima trabalhava de vigilante no local.

Segundo a (PM) Polícia Militar, uma equipe foi acionada por volta das 6h pelo proprietário de uma empresa têxtil, localizada na Rua João Bravo, no Jardim Marchissolo.
As equipes se dirigiram ao local e de acordo com o relato do empresário aos policiais, ao chegar por volta das 6h na empresa, ele encontrou a vítima, identificada como José Francisco Godoy, de 70 anos, caído no pátio da empresa, agonizando e em meio a muito sangue.

Duas equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas e atenderam a vítima, que ainda tinha sinais de vida. No entanto, durante o trabalho dos socorristas em estabilizar o idoso para transportá-lo para um hospital, ele não resistiu e acabou entrando em óbito no local.

A causa segundo os agentes de saúde, seria traumatismo crânio encefálico, devido aos golpes de madeira na cabeça.
O local foi isolado para os trabalhos dos peritos da Polícia Científica.
Durante o atendimento da ocorrência, os policiais souberam que uma mulher sempre estava em visita ao local, e que era amiga da vítima. O vigilante trabalhava há cerca de 11 anos no mesmo local.

Os policiais descobriram o endereço da mulher e foram até o imóvel, que fica nas proximidades. Porém, ninguém foi encontrado.
Durante o patrulhamento no intuito de localizar a mulher, os PMs encontraram um casal próximo a uma linha de trem perto do local.
O casal confirmou que conhecia a vítima e então ambos levados até a cena do crime. Durante os trabalhos de perícia, os agentes do Instituto de Criminalística encontraram um par de brincos. Ao mostrar para o homem levado ao local, ele reconheceu e confirmou que realmente era da sua esposa.

A mulher, de 44 anos, foi detida e a todo momento negou participação no crime.
Ela foi encaminhada para o plantão policial, onde foi novamente questionada sobre o crime e confessou que esteve no local durante a madrugada – versão confirmada também pelo marido. Segundo ele, ela saiu da casa por volta das 22h, e não viu o horário que ela retornou ao imóvel.

A vítima era conhecida do casal há mais de 10 anos e sempre frequentavam o local onde o idoso trabalhava. Ele consumiria bebida alcoólica com o casal, segundo relato de ambos. A mulher foi autuada em flagrante por homicídio qualificado e permaneceu presa.
Ela disse ter agido em "legítima defesa" quando a vítima teria supostamente tentado "estuprá-la"

Segundo o marido, ela sempre pedia dinheiro para a vítima. Todas as informações estão sendo investigadas pela Polícia Civil.O caso foi registrado no plantão policial de Sumaré e nenhuma pista pode ser descartada até o término da investigação.O corpo da vítima foi recolhido pela funerária de plantão para o IML (Instituto Médico Legal) de Americana.O velório está marcado para 8h desta terça, no Cemitério da Saudade em Sumaré.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 26 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/