Domingo, 25 Julho 2021

Após imunizar população, Serrana (SP) quer protocolo para reabrir atividades e replicar medidas no país

Após imunizar população, Serrana (SP) quer protocolo para reabrir atividades e replicar medidas no país

 O estudo do Butantan mostrar que a vacinação conseguiu reduzir em 95% as mortes por Covid

vacinação em massa reduziu drasticamente no controle da pandemia (Foto: Agência Brasil)

Depois de ter sido escolhida para abrigar o estudo de vacinação em massa do Butantan, Serrana, na região metropolitana de Ribeirão Preto, quer ser sede de um "evento teste" que mostre os impactos da abertura de atividades econômicas, num modelo a ser replicado no país.

É o que afirmou nesta segunda-feira (31) o prefeito de Serrana, Léo Capitelli (MDB), que projeta que o município tem condições de servir de parâmetro para a retomada do país após o estudo do Butantan mostrar que a vacinação conseguiu reduzir em 95% as mortes por Covid.

A cidade, que enfrentava uma difícil situação com hospitais lotados devido ao novo coronavírus, foi escolhida pelo instituto para analisar o impacto e a eficácia da vacinação em massa na redução de casos da doença e no controle da pandemia.

"O estudo ratifica a importância da imunização. Ela, casada com os protocolos sanitários, são o caminho para a gente vencer essa guerra. Temos dialogado com o Butantan, o Hospital Estadual e a USP para não sermos só a cidade da vacinação em massa, mas que tenhamos um protocolo para as retomadas econômica, social e educacional, que sirva de parâmetro para replicar no restante do país", disse Capitelli.

Apesar dos resultados positivos, as medidas sanitárias continuam sendo aplicadas na cidade, como o uso de máscaras e a adoção de barreiras sanitárias.

Desde a última sexta-feira (28), a prefeitura colocou equipes da Guarda Civil Municipal e da Vigilância Epidemiológica nas entradas da cidade, com o objetivo de monitorar a entrada de moradores de cidades vizinhas, que vivem colapso em seus sistemas de saúde devido à Covid-19.

A cidade segue a fase de transição do Plano São Paulo, mas quer que as restrições sejam reduzidas justamente devido ao avanço da vacinação.

"Estamos dialogando e preparando com eles o anúncio daqui a 40 dias de um evento teste, com governo e Butantan, de forma a retomar a economia criativa, criando protocolos para um cenário de vacinação total da população, flexibilizando mais que no resto do estado."

A campanha de imunização em massa em Serrana atingiu cobertura vacinal geral de 95,7% do público alvo –pessoas acima de 18 anos–, com 27.160 participantes que receberam as duas doses da Coronavac. O município tem 45 mil habitantes.

"Isso nos dá a oportunidade de poder contemplar novas situações para que tente fazer voltar a normalidade de forma prudente. Diminuir em 95% o número de mortes, 86% os casos de internação e 80% o número de pessoas sintomáticas é excelente para que a gente possa voltar aos poucos à normalidade", disse o prefeito.

Foram registrados seis óbitos por Covid-19 entre os vacinados, sendo que cinco das vítimas tinham tomado apenas uma única dose do imunizante e, no último caso, a pessoa morreu dois dias após receber a segunda dose da vacina. Nenhum dos eventos adversos foi relacionado à vacinação, segundo o Butantan.

Em 12 de fevereiro, cinco dias antes do início do projeto do Butantan, a cidade do interior tinha 2.470 casos da doença, com 57 óbitos. No último dia 24, chegou a 3.969 casos do novo coronavírus, com 87 óbitos. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 26 Julho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/