domingo, 21 abril 2024

Bolsonaro depõe à PF sobre esquema de falsificação de dados vacinais

O depoimento do ex-presidente foi marcado para esta tarde

Por Isabela Braz

Foto: Facebook/ Jair Messias Bolsonaro

Na tarde desta terça-feira (16), o ex-presidente Jair Messias Bolsonaro (PL), comparecerá à sede da Polícia Federal (PF), em Brasília, para depor sobre a associação criminosa no esquema de falsificação de registros de vacinação dele e de pessoas ligadas diretamente ao ex-presidente.

O sigilo do inquérito da PF foi tirado no início do mês (03) pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, autorizando também uma série de diligências de busca e apreensão de pertences de Bolsonaro – como de armas pessoais e de seu celular – e as prisões do ex-ajudante de ordens do governo Bolsonaro, o Tenente-Coronel Mauro Cid – que tem como função estar presente em toda a agenda oficial do presidente, inclusive em reuniões sigilosas – e do policial militar Max Guilherme e o militar do Exército Sérgio Cordeiro, responsável pela segurança do político.

Segundo informações obtidas pela colunista do jornal O Globo, Malu Gaspar, Bolsonaro passou a manhã de segunda-feira trancado junto aos seus advogados, treinando o depoimento que terá que apresentar nesta terça-feira. O treinamento foi coordenado pelo advogado Paulo Amador Bueno, e pelo ex-ministro da Secretaria de Comunicação Fabio Wajngarten, que atuaram também no escândalo das joias sauditas pela Receita Federal.

Bolsonaro negou realizar o depoimento no dia da sua apreensão, com a justificativa de que seus advogados deveriam ter acesso à investigação prévia feita pela PF. Essa é a terceira vez que Bolsonaro depõe à PF após seu retorno ao Brasil em março deste ano, após 3 meses em estadia nos Estados Unidos.

Em entrevista à Jovem Pan, no programa “Pânico”, o ex-presidente Jair Bolsonaro seguiu afirmando que não se vacinou e que a busca e apreensão foi feita de maneira cordial pelos agentes da Polícia Federal.

Na live, o presidente também debochou de outras acusações que teve após sua saída do poder do executivo e defendeu não ter nada a esconder.

Mais informações do depoimento serão dadas conforme as atualizações dos depoimentos do inquérito.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também