Terça, 26 Outubro 2021

Brasil registra 2.791 mortes por Covid em 24 h e chega a 50 dias de média móvel de óbitos acima de 2.000

Brasil registra 2.791 mortes por Covid em 24 h e chega a 50 dias de média móvel de óbitos acima de 2.000

O Brasil registrou 2.791 mortes por Covid e 75.652 casos da doença, nesta quarta-feira (5). O país, assim, chega a 414.645 óbitos e a 14.936.464 pesso
O Brasil registrou 2.791 mortes por Covid e 75.652 casos da doença, nesta quarta-feira (5). O país, assim, chega a 414.645 óbitos e a 14.936.464 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

A média móvel de mortes completou 50 dias acima de 2.000 óbitos por dia e 105 dias acima de 1.000. A média agora se encontra em 2.329 mortes por dia, um cenário de estabilidade em relação ao dado de duas semanas atrás. A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Os dados do país, coletados até as 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as secretarias de Saúde estaduais.

Foram atualizadas as informações repassadas sobre a vacinação contra a Covid-19 por 22 estados e o Distrito Federal.

Nesta quarta, foram registradas 838.737 doses aplicadas da vacina contra a Covid, 523.035 primeiras doses e 315.702 segundas.

Já foram aplicadas no total 50.443.796 doses de vacina (33.404.333 da primeira dose e 17.039.463 da segunda dose), de acordo com as informações disponibilizadas pelas secretarias de Saúde.

Com os dados vacinais desta segunda, 20,76% da população com mais de 18 anos recebeu a 1ª dose da vacina contra a Covid e 10,59% recebeu a segunda.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 26 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/