sábado, 25 maio 2024
OPERAÇÃO VOLTANDO EM PAZ

Chegada de 32 repatriados de Gaza até Brasília é marcado com encontro emocionante entre pai e filhos

Voo aterrissou às 23h24 desta segunda-feira e conclui a décima etapa de resgate de brasileiros da zona de conflito no Oriente Médio
Por
Isabela Braz
Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

No fim da noite desta segunda-feira (13), às 23h24, mais um avião aterrissou na capital, em Brasília, trazendo brasileiros repatriados da zona de conflito no Oriente Médio, entre Israel e Palestina. Os resgatados foram recebidos pelo presidente Lula (PT).

Na décima etapa da operação “Voltando em Paz”, 32 pessoas que estavam em Gaza retornaram, sendo 17 crianças, nove mulheres e seis homens: 22 brasileiros e dez palestinos familiares dos brasileiros. O pouso marcado por muita emoção, teve um momento de reencontro entre pai e filhos.

Mohammed Jaber Ismail Abushanab, 35 anos, e as crianças Anas, Leen e Ahmed, de 9, 11 e 13 anos respectivamente, marcaram uma das cenas de mais comoção na chegada dos repatriados ao Brasil. O pai, que não via as crianças há 5 meses, as recebe em um abraço apertado, carregado de emoção.

Os três filhos estavam em Gaza com a mãe, Amalat, desde maio. Segundo o pai, que vive no Brasil há cinco anos, o contato ficou cada vez mais escasso com a eclosão do conflito. “Só conseguimos nos comunicar a cada dois, três, quatro dias. Foram 37 dias sem energia elétrica”, lembrou Mohammed.

“Hoje é um dia de alegria para o Brasil. A chegada desse décimo avião é o coroamento de um trabalho muito sério que a gente deve a muita gente”, disse o presidente. Confira o vídeo do reencontro:

Vídeo: Divulgação/Governo Federal

Balanço da Operação

Desde o início do conflito no Oriente Médio, já são 1.477 passageiros e 53 animais domésticos resgatados em cinco aeronaves da Força Aérea Brasileira. Cerca de 150 militares e 37 profissionais de saúde (13 médicos, nove psicólogos e 15 enfermeiros) se envolveram na logística. Mais de três mil refeições foram servidas em 315 horas de voo sobre 16 países.

O Governo Federal ainda divulgou que foram encaminhados para a zona de conflito 40 purificadores de água, com capacidade de cuidar de mais de 220 litros de água diariamente; 1,5 mil toneladas de alimento e dois kits saúde, com capacidade para cada um cuidar de 3 mil pessoas.

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, explicou como será a sequência do trabalho, tanto de repatriação quanto no campo diplomático. “Vamos continuar trabalhando com as embaixadas em Ramala, Tel Aviv e Cairo, para localizar outros brasileiros que estejam na região e queiram voltar. Da mesma forma que vamos continuar trabalhando no Conselho de Segurança das Nações Unidas, onde o Brasil ocupa uma vaga até dezembro deste ano, para que se possa encontrar uma solução diplomática negociada que crie um corredor humanitário, uma pausa humanitária, de modo que possam sair os feridos, os reféns e também os nacionais de terceiros estados, não só os brasileiros, que estejam em Gaza e que manifestem o desejo de sair”, disse.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também