quarta-feira, 19 junho 2024
EVENTOS EXTREMOS DE CHUVAS

Com intensificação das mudanças climáticas 1.942 cidades brasileiras correm riscos de desastre ambiental

A Bahia é o estado com maior proporção de população em área de risco
Por
Felipe Gomes
Foto: Rafa Nedermmeyer/ Agência Brasil

A intensificação das mudanças climáticas provocadas por ações humana no meio ambiente, têm aumentado o número de desastres ambientais e climáticos em todo mundo, um exemplo disso é o que está acontecendo no Rio Grande do Sul.

O Governo Federal mapeou 1.942 municípios brasileiros que estão suscetíveis a deslizamentos de terras, alagamentos, enxurradas e inundações, o que representa quase 35% do total dos municípios brasileiros.

“O aumento na frequência e na intensidade dos eventos extremos de chuvas vêm criando um cenário desafiador para todos os países, em especial para aqueles em desenvolvimento e de grande extensão territorial, como o Brasil”, diz o estudo do governo federal.

As áreas dentro das quase 2 mil cidades consideradas em risco, concentram quase 9 milhões de brasileiros, representando assim, 6% da população nacional.

O estudo foi publicado em abril deste ano, e refez a metodologia até então adotada, adicionando mais critérios e novas bases de dados, o que ampliou em 136% o número dos municípios considerados suscetíveis a desastres. Em 2012, o governo havia mapeado 821 cidades em risco.

Os estados com maior proporção da população em áreas de risco são; Bahia (17,3%), Espírito Santo (13,8%), Pernambuco (11,6%), Minas Gerais (10,6%) e Acre (9,7%). Já as unidades da federação com população mais protegida contra os desastres são; Distrito Federal (0,1%), Goiás (0,2%), Mato Grosso (0,3%) e Paraná (1%).

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também