Quarta, 25 Mai 2022

Deus como pastor

Deus como pastor

O primeiro resultado do pastoreio divino sobre nossas vidas é o suprimento de nossas necessidades

AILTON GONÇALVES DIAS FILHO - PASTOR PRESBITERIANO
A espiritualidade cristã não esconde uma certa predileção pelos Salmos. Eles, de forma poética, refletem, muitas vezes, a angústia humana. Talvez isso explique nossa preferência pelos Salmos.

Destes, o mais citado, o mais lido e decorado é o Salmo 23, de autoria de Davi, o grande poeta de Israel. Neste pequeno Salmo o Rei Davi reflete os resultados do pastoreio divino sobre nossas vidas. Quem conhece o Salmo concordará com o que escreverei a seguir.

O primeiro resultado do pastoreio divino sobre nossas vidas é o suprimento de nossas necessidades. "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará". Deus é aquele que supre nossas carências. Essa era a experiência de Davi. Ele sabia que ter Deus como seu pastor teria como resultado prático o suprimento de todas as suas dificuldades. Ele não precisava de mais nada. Nada iria faltar. Deus supre nossas deficiências. Ele traz paz à nossa alma. Ele nos faz pessoas plenas.

O segundo resultado do pastoreio divino é a companhia divina nas adversidades. O salmista diz: "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo". Deus não se afasta de nós quando enfrentamos momentos difíceis. Ele não se ausenta. Ele anda conosco em nossos momentos difíceis. Ele é Deus Emanuel, é Deus presente. É socorro em nossos momentos de angústia e tribulação. Não estamos sozinhos quando temos um Deus pastor. Davi sabia disso. A presença divina na adversidade afugenta o nosso medo. Não há o que temer. Nosso socorro vem do Senhor. Ele está entre nós. Conhece nossos temores e aflições.

O terceiro resultado do pastoreio divino é a comunhão para a eternidade. Sabemos que a morte não triunfará sobre nossas vidas. Sabemos que a eternidade nos espera. O salmista termina assim sua poesia: "Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor para todo o sempre". Teremos comunhão plena com Deus na eternidade. Nosso Deus é Deus comunitário. É Deus triuno. Ele quer nossa companhia. Nós queremos a DEle. Quem tem Deus como pastor terá comunhão por toda a eternidade. Creio que o céu será esta presença contínua e perfeita de Deus em nossas vidas.

Portanto, é tão bom tomar posse da experiência de Davi e dizer: "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará". Ter Deus como pastor é não viver numa redoma de vidro. Não é passar uma vida sem sofrimento. A presença de Deus não nos isentará de passar pelo vale da sombra da morte. Mas, sua presença trará segurança, coragem e fortalecimento. Teremos comunhão para a vida. Vida eterna.

Que Deus nos dê a graça e a coragem de tê-lo como nosso pastor. É isto. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 25 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/