Sábado, 13 Agosto 2022

Garcia diz que armamento 'não é para fazer cafuné na cabeça de bandido'

Brasil + Mundodeclaração

Garcia diz que armamento 'não é para fazer cafuné na cabeça de bandido'

Nos últimos meses, o governo paulista vem implementando ações e novas operações de combate a roubos e furtos. 

No evento, Garcia fez um balanço sobre a Operação Sufoco, criada em abril para aumentar o efetivo policial nas ruas (Foto: Divulgação)

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), participou nesta quarta-feira (29) de um evento no qual foram entregues mais de 27 mil pistolas novas aos policiais militares do estado e disse que "o armamento entregue não seria para que o policial fizesse cafuné na cabeça de bandido".

"O bandido que reagir contra a polícia de São Paulo vai levar bala sim", completou o governador. Garcia ainda afirmou que o governo do estado e a polícia estariam atuando para proteger os cidadãos e melhorar a segurança pública.

Nos últimos meses, o governo paulista vem implementando ações e novas operações de combate a roubos e furtos.

No evento, Garcia fez um balanço sobre a Operação Sufoco, criada em abril para aumentar o efetivo policial nas ruas. Ele disse que as ações levaram a uma queda na criminalidade. Segundo ele, houve diminuição de 20% das ocorrências de roubos de celulares e de 70% no número de aparelhos telefônicos apreendidos.

Os dados oficiais da secretaria de segurança pública do estado apontam para aumento dos crimes de roubo na comparação de abril com maio, com o total de roubos em abril sendo de 19.217 e o de maio 19.644. Os números de junho ainda não estão disponíveis, visto que o mês ainda não foi encerrado.

Rodrigo Garcia é pré-candidato pelo PSDB nas eleições de outubro.

Pesquisas eleitorais mostram Fernando Haddad (PT) liderando, seguido de Márcio França (PSB) e Tarcísio de Freitas (Republicanos), empatados tecnicamente. O tucano aparece apenas na quarta colocação. 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/