Sábado, 25 Junho 2022

Interior de SP: Grávida de 22 anos é encontrada morta em mala

Brasil + MundoFEMINICÍDIO

Interior de SP: Grávida de 22 anos é encontrada morta em mala

 Cíntia Silva foi morta com golpes de faca. Polícia tem como suspeitos o pai do filho e o ex-padrasto

A polícia acredita que a grávida tenha sido mantida em cárcere privado antes de ser morta (Foto: Reprodução)

O corpo da grávida de 22 anos foi encontrado dentro de uma mala na terça-feira (21), quatro dias após seu desaparecimento. O corpo estava em uma estrada de terra. O pai da vítima relatou à polícia que a jovem já tinha sido ameaçada.

A polícia investiga três possíveis suspeitos: o pai do filho dela, o ex-padrasto — que seria o atual namorado assumido — e um presidiário, condenado por estupro e violência doméstica.

Segundo o pai dela, Cíntia foi encontrar o presidiário em razão do benefício da saída temporária obtido por ele no feriado prolongado de Corpus Christi. As informações foram confirmadas pela repórter Beatriz Casadei, da Record TV.

O atual namorado da mulher também teria mandado uma mensagem para marcar um encontro. Então, ela teria se deslocado até o ponto combinado em um carro de aplicativo. A Polícia Civil ainda não confirmou se o encontro realmente aconteceu.

Apesar de ficar desaparecida por sete dias, a vítima foi morta no início desta semana com golpes de faca, de acordo com a perícia. Dessa forma, a polícia acredita que a grávida tenha sido mantida em cárcere privado.

Com informações R7.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/